terça-feira, 5 de outubro de 2021

Associação Amigos do Teatro Castro Alves lança Programa de Visitas Educativas no Complexo Teatro Castro Alves

A Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA) lança em outubro o "TCA de Perto - Programa de Visitas Educativas no Teatro Castro Alves". O Teatro vai abrir, a partir do dia 06 de outubro (quarta), suas portas de forma inédita e compartilhar toda a memória do Teatro Castro Alves, equipamento fundamental da história cultural da Bahia, com o público local e turistas. Os agendamentos das visitas já podem ser feitos gratuitamente, através do site da ATCA (www.amigostca.org.br/tcadeperto). As visitas poderão ser agendadas de terça a sábado, entre as 9h e 16h e têm o limite de até 10 pessoas por grupo de visita. Para entrar no Complexo do TCA, é preciso comprovar ter tomado as duas doses de vacina contra a COVID-19 ou dose única, mediante apresentação do documento de vacinação fornecido no momento da imunização ou do Certificado de Vacinação, obtido através do aplicativo “ConecteSUS”, do Ministério da Saúde. O acesso só será autorizado após a aferição da temperatura, que deverá estar abaixo de 37,5°C. Além disso, outros protocolos de prevenção à disseminação da COVID-19 deverão ser cumpridos, como: uso de máscara facial (cobrindo boca e nariz) e higienização das mãos com álcool em gel 70%. A Cartilha de Protocolos Sanitários do Teatro Castro Alves pode ser acessada no site do programa. TCA POR ÂNGULOS DIVERSOS: com a mediação de educadores que foram capacitados especialmente para atender aos visitantes, grupos serão conduzidos em roteiros para adentrar nas histórias e compreender a estrutura, arquitetura e aspectos históricos do Teatro Castro Alves. Estes roteiros de visitação, que possuem duração de cerca de 1h, são construídos com diversos módulos, considerando as expertises diversas das identidades, vivências e áreas de conhecimentos dos educadores. Cada um deles está preparado para imprimir nas visitas um pouco desta visão particular do complexo, a depender das expectativas de cada público visitante, explorando os pontos de interesses específicos para aquele grupo, caso o interesse maior seja em teatro, arquitetura ou artes plásticas, por exemplo. Os principais pontos deste roteiro são: Sala Principal, Concha Acústica, Foyer, Centro Técnico, Sala do Coro, Esplanada e os corpos artísticos, Balé Teatro Castro Alves e Orquestra Sinfônica da Bahia. Outra característica desta perspectiva modular de visitação é fazer com que cada experiência seja única para o visitante. OCUPAÇÃO DE MOBILIÁRIO-MEMÓRIA: em conjunto com a abertura das visitas do projeto TCA de Perto, no dia 05 de outubro (terça), acontece o lançamento da ocupação “Mobiliário-Memória”, no foyer do TCA, que consiste em uma série de mobiliários feita a partir de reminiscências de cenários que já ocuparam as entranhas do Teatro Castro Alves: os palcos, ateliês e corredores. O mobiliário, concebido pela RMota Cenografia e construído com a expertise em engenharia do espetáculo do Centro Técnico do TCA, é composto, por exemplo, de uma poltrona construída a partir de material do cenário da reinauguração da Concha Acústica em 2016, ou uma cadeira feita com madeira antiga do palco da Sala do Coro de antes da reforma, em 2018. O conceito de mobiliário-memória, que faz parte do programa de visitação do complexo, dialoga com a proposta do TCA de Perto de dar protagonismo a uma atividade tão fundamental para o teatro, que é a cenotecnia. O projeto tem realização da ATCA em parceria com o Teatro Castro Alves e seus corpos artísticos: Orquestra Sinfônica da Bahia, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e o Centro Técnico. O TCA de Perto é um projeto contemplado no Programa Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural, que consiste em uma campanha de financiamento coletivo junto ao BNDES e ao site Benfeitoria. Em 2020, foi realizada uma arrecadação com a sociedade civil, seguida da contrapartida financeira do Programa. AÇÕES JÁ REALIZADAS: entre os meses de junho e julho, foram realizadas as “Ações de Formação” para os educadores das visitas do projeto, com palestras sobre a história do complexo TCA, as obras de arte e documentos que ele abriga. Também foram realizadas oficinas de roteiro, mediação e acessibilidade. Neste mesmo período, foram realizadas ações de conservação das obras de arte que ficam expostas no foyer do Teatro Castro Alves, como a escultura “O Cangaceiro”, de Mário Cravo Jr., o painel “Episódios da História da Bahia”, de Carybé, assim como de bustos e placas com marcos históricos e o cartaz de inauguração do teatro. Como a realização do projeto foi concretizada graças a uma campanha de financiamento coletivo junto ao BNDES e o site Benfeitoria, parte da contrapartida aos benfeitores consiste em experiências de visitas. Algumas delas estão sendo realizadas no início do mês de outubro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog