quarta-feira, 25 de agosto de 2021

PMCE prende criminosos atuantes em vários estados com R$ 15.839,00, após furto de caixa eletrônico de agência bancária

A Polícia Militar do Ceará (PMCE), por meio de composições do 6º e do 18º Batalhão Policial Militar, prendeu quatro indivíduos em flagrante depois de furto à agência bancária em Fortaleza-CE. Com os suspeitos foram apreendidos R$ 15.839,00, um artefato utilizado para sacar envelopes de depósito de caixas eletrônicos, ferramentas utilizadas para a confecção desses instrumentos, fita adesiva, diversos comprovantes de movimentações bancárias e o veículo no qual trafegavam. A ação policial militar ocorreu na tarde desse sábado, 21, no bairro Padre Andrade, em Fortaleza. O grupo já era procurado em outros estados pela prática de ações criminosas. Por volta das 15h, as composições policiais foram acionadas, via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), para abordar um veículo branco no qual cinco pessoas se encontravam em atitudes suspeitas. O veículo foi interceptado no cruzamento da Avenida Mister Hull com Rua Dracon Barreto. Pouco antes da abordagem, o motorista conseguiu fugir, entretanto os militares conseguiram reter quatro outros suspeitos. Na busca veicular e pessoal, foi apreendido R$12.000,00 em espécie, valor que o grupo furtou de um caixa eletrônico, momentos antes, em uma agência bancária do bairro Parangaba. Durante a abordagem, uma das mulheres integrante do grupo confessou que estavam hospedados em um apartamento na Avenida Dioguinho, na Praia do Futuro, e que teria uma quantia aproximada de R$3.500. Depois dessa a informação, a viatura fez deslocamento até o endereço citado, onde foi localizado o resto do dinheiro. Em razão do crime, os quatro indivíduos, identificados como Breno Santos Gonçalves (23), Roger Bertoldo de Sousa (18) – ambos com antecedentes criminais por receptação – Emily da Sillva Lourenço (20) e Kayrlla Micaela dos Santos Pereira (22), foram presos e conduzidos à sede da Polícia Federal (PF), em Fortaleza, onde foi lavrado termo de prisão em flagrante conforme artigo 155 do Código Penal Brasileiro (furto). Na PF, constatou-se que os suspeitos faziam parte de uma quadrilha a qual já teria cometido o mesmo crime em outros estados brasileiros e, por esse motivo, estavam sendo procurados pela Polícia Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog