quarta-feira, 11 de agosto de 2021

IPC-PB: Tecnologia 3D compara foto do sorriso da vítima com arcada dentária para identificar cadáver em estado semi-esqueletizado

Um simples sorriso pode transmitir muitas informações. Mas quem diria que o ato natural de sorrir serviria até para identificar um corpo em estado semi-esqueletizado? O Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba tem a resposta para essa pergunta. Pela primeira vez no estado, devido às circunstâncias do caso, a perícia criminal odontolegal fez uso da tecnologia 3D para comparação do sorriso de uma vítima de latrocínio com a arcada dentária do cadáver. A junção de imagens revelou a perfeita compatibilidade dos objetos analisados, identificando quem era aquela pessoa em estado semi-esqueletizado. “Não tínhamos ficha datiloscópica, ficha odontológica, nem material genético para confronto, nada disso, porque a vítima era de outro estado. Os únicos elementos que nós tínhamos nesse caso era o cadáver semi esqueletizado e a fotografia da vítima em um cartaz que informava seu desaparecimento desde setembro do ano passado”, disse a perita Bianca Santiago. Para realizar os procedimentos periciais, o IPC contou com a colaboração do Laboratório de Microscopia e Imagen Biológica do Programa de Pós-Graduação em Odontologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e também com a cooperação científica do Perito Odontolegista Paulo Miamoto, do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC).
A vítima - O dono do sorriso analisado era Jair Tadeu Romualdo, 63 anos, cujo corpo foi encontrado no antigo Moinho de Cabedelo, em janeiro deste ano. De acordo com as investigações, Jair foi assassinado com uma pancada na cabeça – possivelmente uma paulada –, por criminosos que pretendiam ficar com a casa e outros bens dele. No dia 5 de agosto, a Operação Sanguinarys II, deflagrada pelo Núcleo de Homicídios e Repressão Qualificada de Cabedelo, prendeu quatro homens suspeitos de matar Jair Tadeu. Três deles foram presos na própria cidade, e o quarto investigado foi capturado em São José da Mata, distrito de Campina Grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog