quarta-feira, 18 de agosto de 2021

HILTON COELHO PARABENIZA O MP-BA POR AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CONTRA A "DRª CLOROQUINA"

No dia 15 de junho o deputado estadual Hilton Coelho (PSOL) teve uma reunião com a promotora de Justiça da Comarca de Porto Seguro, Lair Faria Azevedo, quando falou sobre a representação que apresentou para que o Ministério Público da Bahia (MP-BA) acionasse a secretaria municipal de Saúde, Raissa Oliveira Azevedo de Melo Soares. No dia 26 de abril, Hilton Coelho deu entrada em uma representação neste sentido. “Parabenizo o MP-BA por atuar de forma rigorosa e célere na defesa da vida ao promover ação civil pública contra a médica Raissa Soares, conhecida como ‘Doutora Cloroquina” que tem uma ação nefasta ao desestimular a imunização da população de Porto Seguro contra o vírus da Covid-19 e estimulando a adoção de um suposto tratamento precoce sem comprovação científica”, disse o parlamentar. O legislador espera que a atitude do MP-BA desestimule todas as pessoas que ele classifica como negacionistas. “Ao solicitar a perda do cargo de Raissa Soares, multa de R$ 50 mil e perda de direitos políticos por oito anos, o MP-BA aponta que pessoas que transferem para a Ciência suas convicções extremistas políticas devem ser impedidas de agir contra a vida promovendo charlatanismo, no mínimo. No dia 16 de agosto, a promotora Lair Faria Azevedo mostrou que teses contra a Ciência não podem ser estimuladas. Os pronunciamentos da ‘Doutora Cloroquina e oito anos de perda” contrários ao plano de enfrentamento à pandemia da Covid-19 são estímulos à morte e não em defesa da vida, algo que se espera de alguém responsável pela saúde pública”.  Hilton Coelho conclui afirmando que “a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) tem se comportado de forma firme na defesa da vida e tudo o possível tem sido feito pelo Legislativo. Nosso mandato acompanha de perto esta questão de Porto Seguro e onde mais aparecer negacionistas atacando os direitos à saúde que a população exige e possui. Propagandas contra a vacina e defesa de um ‘tratamento precoce’ criminoso serão combatidas com rigor. O Ministério Público deu um passo importante para impedir que ações obscurantistas, assassinas mesmo, tenham estímulos e continuidades”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog