quinta-feira, 29 de julho de 2021

Polícia Civil de MT cria canal para denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro

A Polícia Civil de Mato Grosso criou um canal exclusivo para que a população possa fazer denúncias sobre atos ilícitos de corrupção e lavagem de dinheiro. Pelo endereço http://denuncia.pjc.mt.gov.br, o cidadão poderá fazer o registro de forma anônima ou identificada, sobre qualquer ato de corrupção, com a garantia de sigilo da identidade do denunciante. O site pode ser acessado tanto pelo computador ou notebook, quanto por aparelhos celulares smartphones. A criação do novo serviço online, coordenado pelo Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro (LAB-LD) da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, atende a uma necessidade de aperfeiçoamento da atuação das Polícias Civis na investigação de crimes de lavagem de dinheiro, conforme previsto em uma das ações definidas em 2018 pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA) proposta pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil. Para o diretor de Inteligência, delegado Juliano Carvalho, o site fortalece os canais disponíveis para que a população possa colaborar com a Polícia Civil na identificação de ações ilícitas que envolvam corrupção. “Quanto mais tivermos mecanismos à disposição da sociedade, mais fortalecemos o combate à corrupção, a exemplo do que já é praticado em outros estados, onde a Polícia Civil dispõem de espaços semelhantes para denúncias de lavagem de dinheiro, como em Pernambuco e no Distrito Federal, e também por parte do Ministério Público em São Paulo e Goiás”, destaca o diretor. O site http://denuncia.pjc.mt.gov.br é autoexplicativo e bastante fácil para preenchimento dos campos de informações. Para que a ocorrência tenha um atendimento mais rápido, sempre que possível, o cidadão deve fornecer o maior número de dados como a ação do fato, onde aconteceu e como está acontecendo; quem são as pessoas ou organizações envolvidas e, ainda, quais as suas redes sociais; a atividade profissional do denunciado; se o denunciado tem empresa ou ostenta patrimônio ou padrão de vida incompatível com a atividade profissional que declara exercer. O investigador Marcos Monclair, que atua no LAB-LD, explica que mesmo sem ter todas as informações, a denúncia pode ser realizada da mesma maneira. Após analisar as informações recebidas, o laboratório encaminha os dados à delegacia responsável pela apuração dos fatos. Depois que o denunciante preenche todos os campos das informações será gerado um número de protocolo, com o qual ele poderá acompanhar o andamento do registro da denúncia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog