sexta-feira, 21 de maio de 2021

Garimpeiros agora lançam bombas de gás lacrimogêneo em aldeia YanomamiFoto: Terra Indígena

Um novo ataque de garimpeiros contra a aldeia Palimiu, na Terra Indígena Yanomami, aconteceu na noite deste domingo (16), desta vez com o uso de bombas de gás lacrimogêneo. Por volta das 21h30 (horário local), um dos indígenas da comunidade ligou para o líder Dário Yanomami comunicando que os garimpeiros chegaram em 15 lanchas atirando e jogando bombas de gás na comunidade. Desde o dia 10 de maio, a comunidade vem sendo alvo de uma série de ataques diários de garimpeiros na TI Yanomami. Vice-presidente da Hutukara Associação Yanomami (HAY), Dário Yanomami disse que na hora do ataque de domingo estava ao telefone com um indígena de Palimiu e pode ouvir a explosão das bombas e os tiros. O bombardeio levou ainda mais terror à comunidade. Dário ouviu que os Yanomami estavam muito aflitos e gritavam de preocupação ao telefone. “Muitas crianças, adultos e jovens estão com fraqueza. Ontem (domingo) os garimpeiros jogaram bomba de gás. Eles estão muito tristes. A fumaça de gás está se espalhando. As crianças e as mulheres estão muito fracas. Os garimpeiros jogaram bomba de gás para enfraquecer a luta deles”, disse Dário Yanomami, em áudio. Há sete dias a aldeia está sem profissionais de saúde para atendê-los, observou Dário à Amazônia Real. O Distrito Especial de Saúde Indígena (Dsei) Yanomami e Ye´kuana retirou os funcionários da aldeia desde os ataques do dia 10 de maio. Nesta segunda-feira (17), a Hutukara emitiu nota solicitando proteção imediata, já que novos ataques são esperados. “Ao fundo, era possível escutar o som dos tiros. A situação era grave. Reiteramos o pedido aos órgãos que atuem com urgência dentro de seu dever legal para impedir a continuidade da espiral de violência no local e garantir a segurança para a comunidade Yanomami de Palimiu, antes que conflitos de mais grave natureza ocorram”, diz a nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog