sábado, 3 de abril de 2021

Polícia Civil indicia mais cinco pessoas e apreende carros avaliados em R$ 300 mil

Os trabalhos investigativos acerca do esquema fraudulento que movimentou cerca de R$ 35 milhões em golpes e lavagem de dinheiro no município de Itapipoca continuaram. Nos dias 28 e 29 deste mês, equipes da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) indiciaram mais cinco pessoas suspeitas de participarem do esquema criminoso com atuação em crimes de estelionato, falsificação de documento público e privado, falsidade ideológica, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Além dos indiciamentos, cinco carros de luxo que estavam em posse dos investigados e R$ 12 mil em espécie foram apreendidos. A ofensiva policial ocorreu no bairro Meireles, em Fortaleza, e em Itapipoca – pertencentes às Áreas Integradas de Segurança 1 e 17 (AIS 1 e 17) do Ceará. As diligências contaram com o apoio de equipes do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE). Após a deflagração da operação, na última terça-feira (23), que resultou no cumprimento de 81 mandados judiciais, sendo eles de busca e apreensão, prisão preventiva e de sequestro de bens, as diligências acerca do caso deram continuidade. No último domingo (28), os agentes de segurança receberam informações que ocupantes de um apartamento de luxo, situado no bairro Meireles, oriundos de Itapipoca, faziam parte do mesmo esquema criminoso. Com base em levantamentos preliminares e de posse das informações sobre os alvos, os investigadores conseguiram localizar dois homens, já no município de Itapipoca. Com o apoio da PMCE do município, os policiais civis localizaram e apreenderam com os alvos um carro de luxo, modelo da fabricante Mercedes-Benz, além de R$ 12 mil em espécie. Os homens, que têm entre 22 e 28 anos, foram conduzidos à Delegacia Municipal de Itapipoca, onde foram realizados os procedimentos cabíveis. Já na manhã da última segunda-feira (29), em diligências continuadas, os policiais civis retornaram ao apartamento de luxo no bairro Meireles e constataram que no imóvel estavam mais três homens, que confessaram a participação na prática criminosa. No local, os investigadores apreenderam mais quatro carros, dos modelos Nissan Frontier, VW Jetta, Citroën Aircross e Ford Focus. Além dos carros, celulares, notebook e cartões de crédito foram apreendidos. Todos os bens e os homens foram conduzidos à delegacia. Com o resultado operacional, sobe para 23 a quantidade de alvos que serão indiciados pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público e privado, falsidade ideológica, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Com as apreensões dos dias 28 e 29, a Polícia Civil retirou da posse do grupo criminoso um valor aproximado de R$ 312 mil em bens.
Início da operação - As investigações iniciaram a partir das apurações do crime de lavagem de dinheiro do grupo. A ação consistia na conversão de recursos financeiros oriundos do estelionato que gerava lucros e era convertido em patrimônio. O patrimônio, como apontam os levantamentos policiais, era registrado em nome de “laranja”, sendo esta a forma de ocultação dos bens, tentando tornar o que era ilícito em bens lícitos, configurando assim o crime de lavagem de dinheiro. Ainda conforme as investigações, os crimes eram cometidos contra instituições financeiras mediante a abertura de contas fraudulentas com a utilização de documentos falsificados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog