quinta-feira, 25 de novembro de 2021

OPERAÇÃO VOLEUR: POLÍCIA CIVIL DO MARANHÃO DEFLAGRA TRABALHO NACIONAL EM REPRESSÃO A CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO

As Polícias Civis dos 26 estados e do Distrito Federal deflagraram nesta quarta-feira (17) a Operação Voleur, de repressão a crimes contra o patrimônio, em especial a subtração de aparelhos celulares. Foram mais de mil mandados de prisão e 190 de busca e apreensão nas 27 unidades federativas. O nome Voleur é uma referência a quem pratica crimes contra o patrimônio, roubando e furtando para si o que não lhe pertence.  A operação é coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (CONCPC) e integra ações policiais desencadeadas em todos os estados para reprimir crimes de roubo, furto, receptação, com cumprimento de prisões e de buscas e apreensões. No Maranhão, a operação já vinha sendo executada desde o último dia 8 de novembro sob a coordenação da Delegacia Geral de Polícia Civil com apoio das Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC) e Superintendência de Polícia Civil do Interior(SPCI) que contou com as participações de 386 policiais civis. Em números, foram 21 mandados de busca e apreensão cumpridos e 111 mandados de prisão realizados no Estado. Os dados foram apresentados durante uma coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira(17), na sede da Delegacia Geral, em São Luís e que contou com as presenças do delegado-geral adjunto operacional, Danilo Veras; do superintendente de Polícia Civil do Interior, Guilherme Campelo e do assessor da Superintendência de Policia Civil da Capital, Valdenor Viegas. Durante o seu pronunciamento, o delegado Danilo Veras disse que a operação tem como foco inibir os crimes que mais impactam a sociedade no dia a dia, como roubos e furtos. “É um ato de fechar o cerco contra os meliantes que são especializados em cometer essa modalidade de crime, bem como outros tipos”, disse Veras. Na ocasião, a Polícia Civil do Maranhão também destacou os 69 aparelhos de celulares recuperados; 49 munições apreendidas; a apreensão de 15 armas de fogo e os 19 veículos apreendidos durante os 10 dias de operação. O delegado-geral adjunto operacional informou que a tendência é que esses números cresçam até o final da tarde desta quarta-feira, quando os números serão consolidados definitivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog