sexta-feira, 6 de agosto de 2021

Revistas da Uesb são destaques em sistemas de indexadores científicos

Indexadores científicos são extremamente importantes quando o assunto é a visibilidade e a credibilidade de um periódico. São bases de dados que reúnem informações sobre artigos e publicações de diferentes áreas e, a partir disso, diferentes usuários da web encontram estas revistas com mais facilidade quando pesquisam na rede temas relacionados a esta publicação. Os indexadores são variados e cada um deles possui critérios diferentes para a adição de periódicos em suas bases de dados. O Web of Science, SciELO e Google Scholar Metrics são alguns dos melhores e mais populares indexadores científicos, e as publicações da Uesb marcam presença em seus catálogos. É o caso da Práxis Educacional, periódico que está indexado no Web Of Science. A Revista busca divulgar pesquisas e estudos vinculados ao campo da educação, de pesquisadores de diferentes contextos educacionais do Brasil e do exterior. Atualmente, é uma das 28 revistas brasileiras da área de Educação que estão no indexador. Para que essa inclusão seja feita, é preciso que a revista, além de atender a uma série de requisitos científicos-editoriais, também obedeça aos critérios técnicos-estruturais. Para o editor e professor Cláudio Nunes, a inclusão do periódico no Web of Science é algo recebido, positivamente, pela equipe, diante do trabalho que vem sendo feito. “Ter a Práxis Educacional configurando como a quarta entre as revistas brasileiras da área de Educação no catálogo da Web of Science é de grande importância. Como editores da Revista Práxis Educacional, temos recebido os cumprimentos de várias autoridades de outras instituições ligadas à área de editoração científica”, reconhece. Outro destaque é a Geopauta, quarta revista da área de Geografia no Brasil a ser aceita no Sistema SciELO. O SciELO é um sistema de divulgação periódica de artigos científicos do Brasil e é um dos mais rigorosos e respeitados sistemas para indexação de periódicos e armazenamento de artigos publicados no Brasil. Por conta dos critérios mais rígidos, somente 3%, em média, das revistas avaliadas conseguem entrar no SciELO. “Estar no SciELO é uma garantia maior para a internacionalização da Geopauta, pois o SciELO indexa e publica, em acesso aberto na internet, uma coleção selecionada de periódicos científicos brasileiros e da América Latina com o objetivo de aumentar a sua visibilidade, acessibilidade, qualidade, uso e impacto”, explica o professor Altemar Amaral Rocha, editor chefe da Geopauta. A Revista tem a missão de divulgar pesquisas e reflexões sobre temas relacionados à ciência geográfica e áreas afins. A Revista Odeere também entra para o grupo de periódicos destacado em indexadores científico. Atualmente, ela está relacionada no Google Scholar Metrics, um espaço que busca apresentar revistas com visibilidade e influência, a partir das citações dos artigos dessas revistas coletadas pelo Google Scholar. Essas citações são medidas por meio das referências feitas aos periódicos em outros artigos e publicações. Para o editor do periódico, Natalino Perovano Filho, a indexação no Google Scholar Metrics traz mais visibilidade para o periódico. “Estas inclusões auxiliam na divulgação das citações dos artigos de cada revista, ou seja, a acessibilidade dos conteúdos publicados por elas” aponta Perovano. O editor ainda declara que esta inclusão auxilia a revista a cumprir com o objetivo principal da publicação, que é “divulgar conhecimentos acerca das temáticas da revista e ampliar as discussões sobre ela a nível nacional e internacional. Para isso, buscamos sua indexação em indexadores internacionais e de autores de outras nacionalidades”. A Revista Odeere publica trabalhos inéditos e originais desenvolvidos em torno das discussões sobre etnicidade, gênero em diferentes tempos, espaços e diferentes grupos sociais, como indígenas, negros e africanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog