sábado, 12 de dezembro de 2020

RN Chega Junto: segunda fase entrega mais 30 mil cestas básicas

A segunda fase do programa RN Chega Junto, lançado nesta quarta-feira (25) pelo Governo do Estado, vai entregar mais 30 mil cestas básicas até o próximo dia 20 de dezembro. O programa atende as populações mais vulneráveis como povos de terreiros, pescadores artesanais, Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI’s), acampamentos urbanos, assentamentos rurais, comunidades indígenas, comunidades quilombolas, grupos LGBTQI+ e profissionais que perderam renda devido ao isolamento imposto pela pandemia da Covid-19. No período de 16 de setembro até este dia 24, durante sua primeira fase, o programa do Governo entregou outras 30 mil cestas. No ato solene realizado no auditório da Governadoria, em Natal, também foi firmado acordo de cooperação com a Associação Potiguar de Off-Road (APO) e o grupo Comunitários contra Covid, que ajudarão na entregar das cestas básicas, junto com a Defesa Civil Estadual e a Cruz Vermelha. As cestas chegarão aos beneficiários pela intermediação de 177 instituições, em 65 municípios do estado. Com a segunda fase, o programa RN Chega Junto alcançará o total de 60 mil cestas entregues. "Este programa executa uma política de governo que não é apenas uma doação, é uma ação de cidadania. Uma ação que enfrenta a desigualdade social que volta a crescer no país e é agravada pela pandemia, quando muitas famílias perderam ou tiveram dificultada as condições de renda. Daí o dever do Estado de chegar junto. São ações voltadas para populações em vulnerabilidade com investimento de R$ 9 milhões", afirmou a governadora Fátima Bezerra. A chefe do Executivo destacou a atenção aos idosos incluída no Chega Junto. "Temos que ter cada vez mais olhar de empatia com os idosos. Destinamos apoio financeiro a instituições que nunca tiveram, instituições que fazem o papel de proteção que devia ser do Estado". Fátima ainda se referiu ao protagonismo da administração estadual no apoio à agricultura familiar. "Esta é uma cadeia produtiva que alimenta 70% da população brasileira. Aqui no RN criamos uma secretaria para cuidar deste setor, sancionamos a lei que define o mínimo de 30% das compras do estado à agricultura familiar, desenvolvemos programas de apoio de assistência técnica e financiamento", registrou ela. Em nome das populações beneficiadas Lúcia Helena, representante do Conselho da Igualdade Racial, disse que a fome não tem religião, cor, raça. “As comunidades precisam do apoio do governo pelo direito à alimentação que vai garantir a saúde e a cidadania", resumiu Helena.Para a secretária de Estado do Trabalho, Habitação e Ação Social, Iris Oliveira, o RN Chega Junto mostra a preocupação do governo com a segurança alimentar. "É mais uma ação governamental que se coloca como decisiva, principalmente neste momento de pandemia quando vários segmentos da população tiveram suas condições agravadas por perda de renda. Desde setembro entregamos 30 mil cestas e agora mais 30 mil, até dezembro", completou a gestora. O secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar, Alexandre Lima, por sua vez, destacou a promoção da inclusão resultante das ações do RN Chega Junto. "É uma política que enxerga os excluídos das políticas públicas. A fome no Brasil é problema político. A pandemia agrava o problema", informou, para acrescentar: "Compramos arroz produzido em Apodi, farinha de mandioca produzida no Agreste. São mais de R$ 1,2 milhão em compras junto ao cooperativismo da agricultura familiar. A este programa se associa o Pecafes, criado na atual gestão, que investiu R$ 5 milhões em 2019 e em 2020 vai investir R$ 10 milhões. São ações práticas que demonstram a importância que o governo da professora Fátima Bezerra dá à agricultura familiar", explicou. A valorização não só nutricional, mas também cultural promovida pelo modelo do RN Chega Junto foi destacada pela deputada estadual Isolda Dantas. "Essa ação é mais que saciar a fome, é valorização e reconhecimento às várias realidades culturais e diversidade de saberes e conhecimentos", disse a parlamentar. O lançamento teve a participação dos secretários de estado da Educação, Getúlio Marques, Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Araújo, adjunta do Gabinete Civil, Socorro Batista, subsecretária da Sethas, Samanda Alves, presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto, Controlador Geral do Estado Pedro Lopes, Coordenador Geral da Defesa Civil do Estado, tenente-coronel bombeiro militar Marcos de Carvalho, coordenadora do RN Mais Saudável da Sesap, Tereza Freire, presidente da Cruz Vermelha, Kellisson Montenegro e representantes dos povos e comunidades beneficiadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog