sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Polícia Civil flagra furto de energia em uma escola e em uma quadra de esportes em Itapemirim

A Delegacia de Regional de Itapemirim identificou ligações clandestinas e furto de energia elétrica em uma escola Municipal, no distrito de Itaipava, e em uma quadra de esportes ao lado da escola de Barbados, ambas no município de Itapemirim. Os flagrantes ocorreram, nessa terça-feira (08), durante diligências realizadas após o registro de um Boletim de Ocorrência, por parte de representante de uma empresa de construção civil vítima de uso indevido do nome de sua empresa. “Inicialmente, noticiava-se desacordo comercial, pois a EDP dera conhecimento ao noticiante que existia um débito com a concessionária de energia elétrica. Em razão da empresa ter cancelado em 2018 o fornecimento da energia, esta foi religada e até a presente data, estava sendo utilizada", disse o titular da Delegacia Regional de Itapemirim, delegado Djalma Pereira Lemos. O débito atribuído à empresa referia-se ao consumo de energia elétrica da Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Magdalena Pisa, localizada em Itaipava. “A empresa realmente tinha sido a responsável pela ligação de energia da unidade escolar, pois atuou em uma obra no local. No entanto, o contrato com a prefeitura já tinha sido rescindido desde 2018 e, por consequência, a empresa solicitou a suspensão do fornecimento de energia naquele endereço desde então”, explicou o delegado. Diante das informações, policiais civis, juntamente com uma equipe da EDP, foram até o local e constataram que o relógio de energia tinha sido violado e religado clandestinamente. Apesar de as aulas estarem suspensas e a Escola fechada, os refletores da quadra de esportes estavam ligados, em plena luz do dia. A ligação clandestina foi cortada pelos técnicos da EDP e, durante este procedimento, os policiais foram informados sobre outra unidade escolar na mesma situação. A equipe conjunta prosseguiu, então, para a Escola Municipal Pluridocente de Ensino Fundamental (EMPEF) Barbados, na Zona Rural do município, onde constaram que as informações eram verdadeiras. A quadra de esportes recebia energia elétrica de um fio conectado diretamente a rede da concessionária, sem passar por um padrão de energia, sem qualquer tipo de aferição de consumo, caracterizando furto de energia elétrica. A ligação também foi cortada pelos técnicos da EDP. Nos dois flagrantes, não houve detidos. As investigações prosseguem na Delegacia Regional de Itapemirim, e depoimentos e novas diligências serão realizados nos próximos dias, com o objetivo de identificar os responsáveis pelas ligações clandestinas. A população pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br. Texto: Camila Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog