terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Mais duas desembargadoras são presas na Bahia

Nesta segunda-feira (14) a Polícia Federal deflagrou as 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste, destinada à desarticulação de esquema criminoso voltado à venda de decisões judiciais por juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA). A operação investiga também a participação de integrantes de outros Poderes, responsáveis pela blindagem institucional do esquema. São investigados possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência. São cumpridos 36 mandados de busca e apreensão nas cidades de Salvador (BA), Barreiras (BA,) Catu (BA), Uibaí (BA) e Brasília (DF). Também foi determinada prisão temporária de duas desembargadoras do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (Lígia Maria Ramos Cunha Lima e Ilona Márcia Reis), a prisão preventiva do operador de um juiz, além do afastamento do cargo e função de todos os servidores públicos envolvidos nestas fases. A operação atende à decisão do ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog