domingo, 8 de novembro de 2020

REGIÃO METROPOLITANA DE ILHÉUS, OPS, REGIÃO METROPOLITANA DE ITABUNA


O bairrismo que existe nas cidades de Ilhéus e Itabuna é comparável a uma briga de crianças birrentas disputando um brinquedo.
Há muitos anos se discute entre políticos, intelectuais, empresários, comerciantes e representantes de diversas entidades das duas cidades a criação de uma região metropolitana que envolveria, além de Itabuna com comércio e serviços fortes e Ilhéus dotada de belezas naturais e turismo, também diversos municípios como Uruçuca, Itajuípe, Buerarema dentre outros. Evitando citar uma cidade sede para a região metropolitana, as discussões versam como "Região Cacaueira", alguns ainda teimam que seria mais intelectual "Região Metropolitana Jorge Amado" (assim acabaria de vez com outra polêmica envolvendo o registro de nascimento do escritor), do mesmo modo a "Região Metropolitana do Sul da Bahia" como parte da enquete.
Se alguém quiser cometer um ato suicida, grite numa dessas reuniões que a tal região metropolitana deve atender pelo nome de ILHÉUS ou ITABUNA. Com certeza a discussão vai durar até os finais dos tempos, caso alguém não retorne ao velho clichê de "Sul da Bahia", "Região do Cacau" ou similar.
Estamos sugerindo que na próxima discussão, debate, reunião, seja lá o que for, alguém levar um dicionário ou um notebook com internet e leia para o público o que é realmente uma região metropolitana. Ou, pelo menos pesquise as demais regiões como "Região Metropolitana de Fortaleza", Região Metropolitana de Salvador", Região Metropolitana de Vitória", Região Metropolitana de Aracaju", dentre outras, todas com uma cidade-sede orbitada pelas demais.
No caso de Itabuna e Ilhéus, nenhuma delas deve abrir mão do status e não haverá acordo ou consenso, por pura vaidade, bairrismo e ciúmes.
Mas afinal o que é uma REGIÃO METROPOLITANA? No google você encontra na primeira página da pesquisa no site do Brasil Escola, então aprendam, nobres intelectuais da região sul da Bahia:
Região metropolitana é um recorte político-espacial complexo que envolve uma cidade central (metrópole) e polariza e dinamiza as demais cidades ao redor, influenciando-as econômica, social e politicamente.
A polarização de uma cidade refere-se à capacidade de assumir a concentração dos principais equipamentos urbanos de uma determinada região, como serviços públicos, centros comerciais, de lazer, educação etc. Já a dinâmica é estabelecida pelo movimento que se observa nas cidades, como o fluxo de pessoas, carros e empresas, bem como o sentido desses movimentos.
Marcos Mauricio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog