quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Prefeitura de SP pede penhora de bens de Roberto Carlos por dívida de IPTU

A Prefeitura de São Paulo pediu a penhora dos bens do cantor e compositor Roberto Carlos por causa de uma dívida de IPTU de R$ 45 mil. O valor se refere a um imóvel do Cambuci, comprado por ele em 2005 e cedido a Ed Carlos, um fã que havia criado ali o restaurante Ed Carnes, dedicado ao cantor e à Jovem Guarda, e decorado com fotos de sua carreira.  A prefeitura já havia entrado na Justiça para cobrar dez prestações não pagas do IPTU de 2018. Em março deste ano, Roberto fez um acordo de parcelamento da dívida e apresentou comprovante da primeira parcela. No entanto, segundo a prefeitura, as prestações seguintes não foram quitadas. Procurada, a assessoria de Roberto Carlos disse ao jornal O Globo que: "O imóvel localizado em São Paulo capital com penhora por falta de pagamento de IPTU, de fato, pertence ao artista, e foi gentilmente cedido ao amigo Ed Carlos, sem nenhuma cobrança de aluguel. Ficando combinado entre as partes que as despesas de IPTU, luz, água e gás são de responsabilidade do morador, assim como sempre honrou os pagamentos de todas as taxas, durante todo o tempo que ocupa o imóvel. O valor devido do IPTU em questão foi devidamente parcelado e teve a sua primeira parcela quitada ontem pela sra. Vânia, esposa do Ed Carlos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog