domingo, 1 de novembro de 2020

Homem condenado por matar ex-lutador de telecath há 19 anos em Goiás é preso pela Polícia Civil em Gurupi

Um crime de homicídio cometido há cerca de 20 anos no estado de Goiás e que vitimou um conhecido ex-lutador de telecatch, de 80 anos de idade, teve desfecho na tarde desta quinta-feira, 29, quando policiais civis da 3ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, comandados pelo delegado Hélio Domingos de Assis Alves, efetuaram a prisão de um indivíduo de 44 anos de idade, em Gurupi. O homem, inclusive, já foi condenado pelo crime, mas estava foragido da Justiça há cerca de anos. Segundo o Delegado, os policiais civis da Unidade Especializada obtiveram informações de que um homem foragido da Justiça de Goiás pelo crime de homicídio estaria vivendo em Gurupi, onde exercia a profissão de pedreiro. Com base nas informações recebidas, os agentes intensificaram as investigações e após levantamentos, constataram que havia um mandado de prisão em definitivo contra o homem. “Após tomar conhecimento do mandado, intensificamos as diligências e descobrimos que, de fato, o indivíduo estava em Gurupi. Dessa forma, depois de descobrir onde o autor morava, fomos até o endereço e efetuamos a detenção do foragido e o levamos até à Central de Atendimento da Polícia Civil”, disse o Delegado. Na Unidade Policial, o Delegado deu cumprimento a ordem judicial em desfavor do homem e logo, após ele foi recolhido a Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário da Comarca de Luziânia, cidade para onde deverá ser recambiado.  Conforme apurado pelas equipes da 3ª DHPP, o crime ocorreu em dezembro do ano 2000, na cidade de Luziânia – GO, quando o autor efetuou seis disparos de arma de fogo que atingiram as costas de Wilson Rosaline, também conhecido pelo apelido de “Verdugo”, personagem que interpretava durante as lutas de telecatch que ele participava nos anos 1960. A vítima chegou a ficar internada por vários dias na UTI de um hospital da cidade, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu.
Logo após o crime, a Polícia Civil de Goiás identificou o autor, sendo expedido um mandado de prisão contra ele. No entanto, o homem não foi mais encontrado. Alguns anos depois, o homem foi julgado e condenado a pena de reclusão por homicídio qualificado e por motivo fútil. Porém, nunca foi encontrado para cumprir sua sentença.
Conforme o apurado pela Polícia Civil, na época dos fatos, o crime teria sido cometido em virtude de um desentendimento que o autor teve com a filha da vítima. “Ele trabalhava em uma fábrica de refrigerantes com uma das filhas da vítima, sendo que dias antes do crime tiveram um desentendimento e o autor desferiu tapas no rosto da mulher, que então relatou o fato ao seu pai, o qual foi tirar satisfações com o acusado”, ressaltou o Delegado. No entanto, após ser interpelado pela vítima, o autor sacou um revólver 38 e efetuou seis disparos que atingiram as costas de Wilson que veio a óbito dias depois.
Pelo fato de ser bem conhecido, sobretudo por outras gerações, por conta das performances nas lutas de telecath, onde se apresentava com o apelido de Verdugo”, nos anos 60, o assassinato de Wilson Rosaline causou muita comoção, tendo sido retratado pelo programa Linha Direta da TV Globo, no episódio do dia 21 de junho de 2001. O objetivo era localizar o autor do crime, que só viria a ser preso 19 anos após o fato em Gurupi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog