sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Ação da PCl libertação refém e prende cinco homens, incluindo um policial civil aposentado do Maranhão

 Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins
Uma ação conjunta de combate à criminalidade, deflagrada pela Polícia Civil do Tocantins, na tarde desta segunda-feira, 19, por policiais civis da 6ª e 8ª Divisões Especializadas de Combate ao Crime Organizado (DEICS de Paraíso do Tocantins e Gurupi), com apoio de policiais civis da 61ª e 62ª DPs, Também de Paraíso, resultou nas prisões em flagrante de cinco homens pela prática, em tese, do crime de extorsão mediante sequestro. Na oportunidade, os policiais civis encontraram e libertaram a vítima que estava em poder do grupo no momento em que eles chegavam à cidade de Gurupi. De acordo com os delegados Hismael Athos (6ª DEIC de Paraíso) e Rafael Falcão (8ª DEIC de Gurupi), as investigações tiveram início em Paraíso após funcionários de um hotel daquela cidade perceberem que na manhã desta segunda-feira, 19, uma hóspede havia sido arrebatada ainda no interior daquele estabelecimento por cinco homens, sendo um deles policial Civil do estado do Maranhão. De imediato, a Polícia Civil iniciou as diligências, e constatou que o grupo, que estava em dois carros, havia tomado como destino a cidade de Gurupi. Por meio de levantamentos, os policiais civis da 6ª DEIC apuraram que o objetivo do bando era entrar em contato com uma cunhada da vítima e exigir o pagamento de uma suposta dívida contraída pelo marido da sequestrada, como forma de libertá-la. De posse das informações, os policiais civis da 6ª DEIC acionaram os policiais da 8ª DEIC de Gurupi, que imediatamente entraram no caso e logo em seguida, localizaram os veículos entrando na cidade, sendo os mesmos abordados logo em seguida. Ao ser ouvida pela autoridade policial, a vítima confirmou que era coagida a pagar a dívida do marido e seguida por um dos sequestradores desde o último sábado, 17. No entanto, na manhã de hoje foi arrebatada em um hotel de Paraíso do Tocantins e permaneceu em poder dos cinco conduzidos, os quais lhe ameaçaram inclusive com uma arma de fogo, colocando-a em um carro e trazendo para Gurupi contra a sua vontade.
A vítima narrou ainda que desde o último sábado, 17, era mantida como refém e para ter sua liberdade, deveria pagar a dívida contraída pelo seu esposo que é corretor de grãos. Ainda segundo os delegados, a vítima relatou que nesta segunda-feira, sequer se alimentou, pois foi colocada num veículo juntamente com os sequestradores e seguiram para Gurupi, onde eles ligaram para sua cunhada cobrando o dinheiro do resgate para realizar sua libertação.
Após buscas nos automóveis abordados, a equipe da 8ª DEIC Gurupi encontrou uma pistola calibre .40, várias munições do mesmo calibre, bem como a quantia de R$ 3.386,10 e aparelhos celulares. Na sequência da ocorrência, também foi possível constatar que a cunhada da vítima foi contatada pelos conduzidos, tendo confirmado que eles exigiam o pagamento de valores para que a vítima fosse colocada em liberdade.
Diante dos fatos, os envolvidos foram conduzidos para Central de Flagrantes de Gurupi onde foram autuados em flagrante pelo crime de extorsão mediante sequestro. Se condenados, podem pegar uma pena de até 20 anos de reclusão. Após a realização das providências legais cabíveis, os indivíduos foram recolhidos a Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog