quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Quatorze criminosos são presos em ação integrada do Draco

Quatorze integrantes de uma organização criminosa envolvida com tráfico de drogas, homicídios e roubos a bancos foram presos, na manhã desta quinta-feira (3), durante a operação integrada "Rursus", liderada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Mandados de prisões foram cumpridos em Alagoinhas, Salvador e Lauro de Freitas.
Onze integrantes do grupo foram alcançados, na cidade de Alagoinhas, por equipes do Draco, da Coordenação de Operações Especiais (COE), do Cati do Depin e da Cipe Litoral Norte da PM. Todos possuíam mandados de prisão. Outras três ordens judiciais foram cumpridas no Complexo Penitenciário de Mata Escura e no Conjunto Penal de Lauro de Freitas.
Os três detentos, lideranças da facção sediada em Alagoinhas, determinavam crimes e gerenciavam a venda de drogas, através de troca de mensagens e ligações telefônicas. "Há um ano e sete meses investigamos esse grupo criminoso. Eles também cometiam assaltos contra casas lotéricas e joalherias", ressaltou a titular da Coordenação de Narcóticos do Draco, delegada Andréa Ribeiro.
Alagoinhas
Principal foco da operação, na cidade de Algoinhas equipes do Draco, da COE, do Depin e da Cipe Litoral Norte cumpriram mandados nos bairros de Conjunto Nunce Pereira, conhecido por B13, Feiticeira, Alecrim e Barreiro.
Com um dos alvos foram apreendidos um revólver calibre 38 e munições. Utilizando os cães Jade (Cockerspaniel), Hoss (Pastor Alemão) e Sonic (Labrador), do Canil da COE, imóveis usados pelos traficantes foram vistoriados. Porções de entorpecentes acabaram apreendidas.
"O nosso foco principal era retirar esses criminosos das ruas. Como nas outras operações, o trabalho continua, pois o crime é dinâmico. Importante é combatermos sempre", destacou o diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog