sábado, 5 de setembro de 2020

EUTANÁSIA - Facebook decide bloquear francês que quer transmitir sua morte

Alain Cocq  Foto: Philippe Desmazes / AFP
O Facebook bloqueou neste sábado (5) ao meio-dia uma live dos últimos momentos de vida do francês Alain Cocq, que padece de uma doença queria chamar a atenção para a questão da morte assistida.
"Embora respeitemos sua decisão de chamar a atenção para este assunto complexo, com base no conselho de especialistas tomamos medidas para impedir a transmissão ao vivo na conta de Alain, pois nossas regras não permitem a representação de tentativas de suicídio", declarou um porta-voz do Facebook à AFP.
A decisão pela eutanásia foi o protesto contra as leis francesas, então Cocq decidiu com apoio da família parar tratamento e deixou de comer e se hidratar, acelerando assim uma falência dos órgãos, segundo ele, a morte digna é um direito de todos.
Porém o Facebook está bloqueou a transmissão de vídeo até 8 de setembro, frustrando a campanha.
"Julguem por vocês mesmos", escreveu este homem de 57 anos, dirigindo-se a seus seguidores, antes de dar o endereço do Facebook França em Paris para "que façam com que saibam o que pensam de seus métodos para impedir a liberdade de expressão".
Alain Cocq sofre de uma doença rara, sem nome, que faz com que as paredes das artérias se colem, provocando uma isquemia, a diminuição ou suspensão da irrigação sanguínea no tecido, ou órgão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog