quarta-feira, 12 de agosto de 2020

SANTA CASA DE ITABUNA DIZ SER PREOCUPANTE O NÚMERO DE GESTANTES QUE DÃO ENTRADA COM COVID-10

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna enviou ofício à Secretaria Municipal de Saúde cobrando uma definição sobre o fluxo para paciente gestante. Preocupada com a situação no município, a instituição pede medidas urgentes em relação ao atendimento às grávidas com suspeitas ou positivadas para o novo coronavírus.
No documento, a Santa Casa afirma ser necessário que a Prefeitura de Itabuna estruture a rede de saúde para assegurar assistência às pacientes e reforça que o Hospital Manoel Novaes tem contrato com o município apenas para atendimento materno-infantil, com referência na assistência aos casos de gestação de alto risco. Hoje não existe contratualização para atendimento às pacientes com suspeita ou positivadas para Covid-19, mesmo porque o HMN não dispõe de UTI Adulto.
A Santa Casa ressalta que o Hospital Manoel Novaes está credenciado junto à Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) apenas para atendimentos pediátricos, com habilitação de três leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 10 leitos clínicos (enfermaria). Mesmo não tendo leitos de UTI/adulto contratualizados para gestantes positivadas, o Hospital Manoel Novaes vem realizando partos das pacientes com sintomas e/ou infectadas pelo novo coronavírus, desde que não estejam em estado clínico grave.
Mas devem ser devidamente reguladas, no caso de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A SCMI reforça que as pacientes com suspeita e/ou infectadas pela Covid-19 necessitam ser direcionadas para unidades especializadas que disponham de retaguarda de UTI Adulto e UTI Materna. Ressalta ainda que o HMN não dispõe de UTI para pacientes adultas com Covid-19. No documento enviado pela Santa Casa é pedido também que a Secretaria de Saúde de Itabuna redesenhe a rede de assistência às pacientes obstétricas suspeitas ou confirmadas para Covid-19 com intuito garantir o atendimento e evitar prejuízos para elas. (JBO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog