terça-feira, 11 de agosto de 2020

Polícia Federal cumpre mandados por fraude contra fundo de pensão dos Correios

A Força-Tarefa Postalis, do Ministério Público Federal (MPF), em conjunto com a Polícia Federal, deflagrou, nesta terça-feira (11), a Operação Rebate, quando são cumpridos seis mandados de busca e apreensão no estado do Rio de Janeiro.
As medidas foram autorizadas pela 12 ª Vara de Justiça Federal do Distrito Federal e, apesar do sigilo, objetivam, localizar bens de alto valor adquiridos por um executivo suspeito de fraudes, especialmente joias, metais e pedras preciosas pagas com o uso de dinheiro em espécie em valores superiores a R$ 45 milhões.
A Operação Rebate está relacionada à utilização de empresas de fachada pelo então diretor-presidente de uma instituição financeira de grande porte e, segundo as apurações, o investigado desviava recursos de fundos de investimentos que recebiam valores do Postalis, o fundo de pensão dos empregados dos Correios, por meio da dissimulação de taxa de rebate repassada para duas empresas vinculadas indiretamente ao alvo, sendo uma delas registrada em nome de familiares.
As medidas autorizadas têm o objetivo de reunir provas sobre a prática de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, bem como de lavagem de dinheiro. Os investigadores apuram fatos relacionadas ao desvio de recursos do Postalis por meio de taxas de administração de fundos e também de remuneração de agente autônomo de investimentos. De acordo com o MPF, as irregularidades estariam vinculadas ao então diretor-presidente da instituição financeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog