terça-feira, 18 de agosto de 2020

Polícia Civil cumpre mandados em investigação de triplo homicídio em Cuibá

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP) com apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE), deflagrou na manhã desta terça-feira (18.08), uma operação para investigação de um triplo homicídio (um consumado e dois tentados), ocorridos no mês de janeiro em Cuiabá. 
Com a autoria identificada nas investigações, Deivid de Amorim Souza, conhecido como “Cromado”, recebeu os policiais com armamento de grosso calibre, e foi atingido durante a operação para cumprimento das ordens judiciais.
O investigado foi identificado como o autor da morte de Alexandre Penha da Silva, ocorrido no dia 20 de janeiro, em frente ao um estabelecimento de festas, na Avenida Beira Rio em Cuiabá. Na ocasião, a vítima foi atingida com dois disparos na cabeça, um deles após já estar caída no chão. Durante a fuga do local, o indiciado efetuou disparos contra duas pessoas que acompanhavam a vítima, sendo uma delas atingida com um tiro que transfixou sua orelha.

Segundo as investigações da DHPP, o crime teria motivação passional uma vez que o investigado estava se relacionando com a ex-companheira da vítima e no dia do crime teriam entrado em vias de fato durante uma festa.

Com base nos indícios, o delegado responsável pelas investigações, Caio Fernando Alvares de Albuquerque representou pelos mandados de busca e apreensão domiciliar e de prisão temporária contra o investigado, que foram deferidos pela 12ª vara criminal de Cuiabá.

Nesta terça-feira (18), a ação foi deflagrada após a equipe da DHPP receber informações de que o autor do crime, que era considerado foragido, estava escondido em uma residência no bairro Tijucal. Segundo as informações, o investigado encontrava-se na posse de forte armamento e vultuosa quantia em dinheiro, possivelmente de crimes contra o patrimônio, a qual exibiu recentemente em seu perfil de whatsapp.

Diante da situação, confirmado o uso de forte armamento pelo investigado, a equipe repeliu a injusta agressão. A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado constando a morte do investigado. A equipe plantonista da DHPP compareceu para atendimento da ocorrência que também foi acompanhada pela Corregedoria da Polícia Civil.

No local, além da arma calibre 12 devidamente municiada foram apreendidos diversas munições calibre 38 e .40, uma tornozeleira eletrônica rompida, um coldre, porção de maconha, além de um documento falso com foto do investigado, porém com nome diverso, e documentos de outros supostos envolvidos no triplo homicídio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog