quarta-feira, 12 de agosto de 2020

BOLSONARO DEVE CORTAR R$ 4 BILHÕES DO MEC E UNIVERSIDADES FEDERAIS TERÃO CORTES NA ORDEM DE R$ 1 BILHÃO

O governo Bolsonaro deve cortar bruscamente a verba destinada ao O Ministério da Educação (MEC) em 18,2% no orçamento, isso representa um corte de R$ 4,2 bilhões na pasta. Consequentemente o corte afetará as universidades federais em cerca de R$ 1 bilhão em 2021.
A queda no orçamento, em que as universidades estão fechadas em consequencia da crise do novo coronavírus alegam enfrentar dificuldades para manter as aulas a distância. O impacto na redução da verba afetará, por exemplo, o pagamento de terceirizados, contas de água e luz e também para manter os programas de assistência estudantil.
Um projeto de lei orçamentária anual deverá ser encaminhado ao Congresso Nacional - Mas os reitores já se mobilizam para tentar reverter a situação.
Edward Madureira Brasil, presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) disse que "(Os cortes) podem levar à interrupção de serviços essenciais para as universidades". Edward é reitor da Universidade Federal de Goiás .
As universidades também preveem aumento da necessidade de auxílio aos alunos de baixa renda em meio à crise gerada pela pandemia.
Segundo levantamento do Ministério da Educação (MEC), das 69 instituições, 42 estão com as atividades suspensas, o que representa 649 mil alunos sem aulas. A retomada a distância esbarra em dificuldades de acesso dos estudantes às plataformas e até na falta de experiência dos professores para conduzir aulas remotas.  Texto Marcos Mauricio - info do TERRA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog