terça-feira, 21 de julho de 2020

Policiais do 7° BPM prendem suspeitos de agressão e ameaças na cidade de Lagarto



Policiais militares do 7° Batalhão de Polícia Militar (7° BPM) prenderam suspeitos de agressão e ameaças contra mulheres e atenderam uma ocorrência por perturbação de sossego no município de Lagarto.
No início dessa sexta-feira, 17, policiais militares lotados no 7º BPM foram até o bairro Estação, na cidade de Lagarto, onde, segundo relatos de vizinhos, uma mulher pedia por socorro.
Com a chegada dos militares, as luzes da casa foram apagas. Após insistência, uma mulher de 38 anos recebeu os policiais, mas negou as agressões. No entanto, os militares verificaram a janela da residência quebrada, sangue no corpo e na roupa da vítima, além de pedaços de cabelo pelo chão. Diante dos relatos e indícios encontrados, os policiais militares conduziram a vítima e seu companheiro para as providências legais na Delegacia Regional de Lagarto.
Na sexta-feira, 17, policiais militares lotados no 7º BPM foram acionados após uma mulher solicitar ajuda na sede da unidade policial, com ferimentos na orelha e pescoço. Segundo a vítima, os ferimentos foram causados pelo companheiro após uma discussão.
Os militares seguiram até a residência da vítima e encontraram o homem, que admitiu a discussão, mas negou as agressões. Diante da situação, agressor e vítima foram conduzidos à Delegacia Regional de Lagarto para as providências legais.No início da tarde do sábado, 18, os policiais foram acionados após uma outra mulher solicitar ajuda na sede da unidade, pois vinha sendo ameaçada pelo ex-companheiro. A vítima mostrou aos militares as ameaças recebidas via celular, momentos antes. Após diligências, os policiais militares encontraram o suspeito de 52 anos. Diante da situação, ambos foram conduzidos à Delegacia Regional de Lagarto.
Nesse domingo, 19, os militares receberam denúncias de que no bairro Matinha, na cidade de Lagarto, estaria tendo uma comemoração, com uso de um som veicular, perturbando o sossego alheio.
Ao chegarem no local, a denúncia foi constatada e a aparelhagem sonora apreendida. O proprietário responderá em Juízo por descumprimento do decreto governamental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog