sábado, 20 de junho de 2020

Tipo sanguíneo interfere no risco de ter Covid-19, diz pesquisa


Um estudo publicado na última quarta (17) no periódico científico "New England Journal of Medicine" diz que o tipo sanguíneo de uma pessoa, e outros fatores genéticos, podem indicar quem tem maior risco de desenvolver quadros graves ou morrer por Covid-19.
"Nossos dados genéticos confirmam que o grupo sanguíneo O está associado a um risco menor de adquirir Covid-19 do que os não-O", escreveram os pesquisadores na nova pesquisa. "Já o grupo sanguíneo A foi associado a um risco maior que os grupos sanguíneos não-A."
Os cientistas estudaram mais de 1980 pacientes espanhóis e italianos com infecções graves do novo coronavírus e os compararam a 2381 pessoas que não estavam doentes. "Confirmamos um potencial envolvimento do sistema de grupos sanguíneos ABO na Covid-19", escrevem os autores.
Uma série de variantes em genes que estão envolvidos nas reações imunológicas são mais comuns em pessoas com casos graves de covid-19, descobriram os cientistas. Estes genes também estão envolvidos com uma proteína de superfície celular chamada ACE2, que o coronavírus usa para ter acesso às células do corpo e infectá-las.
Os pesquisadores, entretanto, ressaltam que o estudo não deve desesperar quem tem sangue tipo A e muito menos estimular quem tem tipo sanguíneo O a parar de se cuidar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog