terça-feira, 16 de junho de 2020

Seita bolsonaristas atribuem ao general Ramos versões sobre demissão de Weintraub



Por Luciana Freire - Com comportamento típico de uma seita religiosa, grupo de bolsonaristas radicais atribuem ao general Luiz Eduardo Ramos o vazamento de informações sobre a iminente demissão do ministro da Educação, Abraham Weintraub, entre outras notícias contrárias a essa ala do governo. Ramos é ministro-chefe da Secretaria de Governo. A informação foi divulgada pela coluna Teles Faria do portal Uol. Parte dos defensores do presidente defendem cegamente o seu líder numa verdadeira veneração ao ponto de amaldiçoar quem se afastar do ídolo Bolsonaro e defender aqueles que tem afinidade do o mesmo, sendo assim o caso do ministro Weintraub, que tem sido apontado como o próximo ministro a ser demitido. O presidente Jair Bolsonaro estaria negociando uma saída honrosa para seu auxiliar.
A participação do ministro, neste final de semana, em ato bizonho, na Praça dos Três Poderes contra o STF, quando ele reafirmou o que disse na reunião ministerial do dia 22 de abril, em que ataca o STF, teria sido gota d'água para a decisão de afastamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog