quinta-feira, 18 de junho de 2020

Procurador de Feira acusado de assédio diz ser vítima de "conspiração política"


O procurador-geral de Feira de Santana, Ícaro Ivvin de Almeida Costa Lima, resolveu se pronunciar, em entrevista à imprensa local, e nega a acusação de que teria abusado sexualmente de uma servidora da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso).
"Eu tô vivendo uma conspiração de uma política suja e rasteira. [...] Essa senhora mente ridiculamente ao dizer que houve abuso. Nunca fiz, nunca farei e nunca foi da minha índole. Nunca cometi nenhum tipo de crime", garantiu o procurador.
Este não é o primeiro caso envolvendo o procurador. Ivvin assumiu o cargo em dezembro de 2019, quando deixou a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/Fsa).
O site "O Protagonista" teve acesso ao depoimento do acusado e da vítima. À Polícia Civil, Ícaro confirmou que teve relações sexuais com a servidora nas dependências da secretaria. Segundo ele, o ato foi realizado com o consentimento da funcionária ao final do expediente.
Ivvin também afirma ter imagens que mostram a servidora saindo tranquilamente da prefeitura no dia que teria ocorrido o ato.
A servidora prestou queixa no dia 15 de abril, na Delegacia da Mulher (Deam). A mulher esteve na unidade policial acompanhada do marido e uma prima, além de advogado. Ainda de acordo com informações de "O Protagonista", desde então a funcionária tem atendimento psicológico e psiquiátrico no Centro de Atendimento Maria Quitéria e Hospital Especializado Lopes Rodrigues.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog