quinta-feira, 18 de junho de 2020

Polícia Civil indicia funcionária de loja que fraudou cartão de crédito de idosa e realizou compras



Corumbá (MS): Uma mulher de 28 anos foi indiciada por furto mediante fraude. Consta que ela trabalhava na função de caixa em uma loja quando solicitou que a vítima - uma idosa de 70 anos – digitasse novamente a senha, momento em que ficou olhando e conseguiu obter os dados da vítima. Em seguida a autora escondeu o cartão de crédito da vítima embaixo do teclado, enrolou um cartão de visita na nota fiscal e devolveu à vítima como se fosse o cartão de crédito dela. A vítima não percebeu a subtração.
Em posse do cartão e da senha da vítima, a investigada realizou inúmeras compras em estabelecimentos comerciais da cidade. Entre os produtos adquiridos estão roupas, dois aparelhos celulares, bolsa, sapatos e compras em supermercados, totalizando mais de cinco mil reais em compras. Depois dos trabalhos investigativos a maioria dos objetos adquiridos com o cartão de crédito furtado foram apreendidos.
Inicialmente os investigadores trabalhavam com a hipótese de participação do marido da vítima no crime, pois em uma das compras com o cartão de crédito da vítima ele aparece junto com a esposa nas imagens de vídeo do estabelecimento comercial, porém durante as investigações verificou-se que o marido não teve participação nos fatos e quase foi vítima da própria esposa, uma vez que a investigada comprou um aparelho celular para o marido com o cartão de crédito subtraído, mas falou para ele que tinha comprado o celular no “carnê”, parcelado em 10 vezes, e que era para o marido repassar a ela todo mês o dinheiro da parcela.
Ao final das investigações, a mulher foi indiciada pelo crime de furto mediante fraude, cuja pena pode chegar a oito anos de reclusão.
A polícia civil ainda investiga se houve outras vítimas e alerta para os cuidados no momento de realizar compras com o cartão de crédito. Entre os cuidados que podem ser adotados para minimizar os riscos estão: 1) o próprio titular do cartão é quem deve inserir e retirar o cartão de crédito da máquina; 2) não permitir que terceiros fiquem olhando quando estiver digitando a senha, se possível encobrir com a outra mão para que não seja possível ver a senha digitada e; 3) Depois de gravar ou anotar em um local seguro, apagar os três dígitos de segurança que ficam no verso do cartão de crédito para que não seja copiado por terceiros durante as transações.
Publicado por: Carlos Eduardo Orácio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog