quinta-feira, 4 de junho de 2020

Com 3 h de atraso, Saúde registra quase uma morte nova por minuto



O Ministério da Saúde divulgou hoje, com mais de três horas de atraso, o boletim diário da pandemia do coronavírus no Brasil. Os dados mais recentes indicam 1.349 mortes confirmadas em 24 horas no Brasil, ou uma a cada 64 segundos, o maior número já contabilizado nesta pandemia.Com isso, o total de óbitos chega a 32.548. O índice supera a alta de ontem, quando foram registrados 1.262 óbitos. O número de pessoas recuperadas da doença também sobe a cada dia e já chega a 238.617, o equivalente a 40,9% dos pacientes. Ainda segundo a pasta, mais de 312 mil casos seguem em acompanhamento.
Com a inclusão de 28.633 novos diagnósticos, o país contabiliza 584.016 casos em todo o seu território. No final da tarde de hoje, às 17h56, a coletiva de imprensa com os técnicos da pasta, marcada para as 17h30, foi cancelada — o Ministério da Saúde remanejou a apresentação à imprensa para amanhã. Algumas horas depois, foi informado à imprensa que a atualização seria feita às 22 h devido a “problemas técnicos”. Oficialmente, os dados são divulgados às 19h, contudo, há ao menos dez dias eles têm sofrido atrasos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog