sábado, 9 de maio de 2020

Operação que envolveu mais de 50 policiais desmantela quadrilha especializada em furto de gado e apreende armas de fogo




Porto Murtinho (MS): Operação da Polícia Civil denominada BOI-ZEBU, em Porto Murtinho, visando desarticular uma associação criminosa que reiteradamente realizava abigeatos (furto de gado) na região, resultou na prisão de cinco pessoas, apreensão de armas de fogo entre outros. Mais de 50 policiais participaram das ações.
Há cerca de um mês, a equipe de investigação da Delegacia de Polícia Civil de Porto Murtinho iniciou uma investigação a fim de combater os furtos de gado na região.
Após inúmeras diligências, diversas pessoas foram identificadas como membros da associação criminosa que aterrorizava a cidade.
Após profunda investigação, com diversas vigilâncias, campanas, oitivas, reconhecimentos e demais peças produzidas, a Polícia Civil representou por doze mandados de busca e apreensão domiciliares, quatro prisões preventivas e duas buscas e apreensões de veículos que eram rotineiramente usados em abigeatos.
Com todas as representações deferidas, a Polícia Civil esperou o momento apropriado para a deflagração total da operação.
Na última terça feira (5), duas armas de fogo e cem munições .22 foram apreendidas pela Polícia Civil, sendo que as duas armas eram espingardas de pressão transformadas em arma de fogo para disparo de munição .22. No dia seguinte, um mandado de prisão foi cumprido contra um homem que cometeu seis crimes (de diversos tipos) em 31 dias em Porto Murtinho.
No dia 7, foi deflagrada a fase final da operação BOI-ZEBU, com o cumprimento de doze mandados de busca e apreensão, 2 mandados de prisão preventiva, 2 apreensões determinadas judicialmente por serem instrumentos habituais de abigeato.
Em cumprimento uma busca e apreensão domiciliar, dois homens, sendo sogro e genro, foram presos por mandado de prisão preventiva deferida por abigeato. Além disso, um dos homens também foi preso em flagrante por porte de arma de fogo (estando em posse de um revólver .38 com seis munições). O mesmo e sua mulher também foram presos em flagrante por vender, ter em depósito para vender ou expor à venda ou, de qualquer forma, entregar matéria-prima ou mercadoria, em condições impróprias ao consumo (art. 7, IX, da lei 8.137/90). Ambos são donos de um restaurante e possuíam peixe acondicionado de foram imprópria ao consumo.
Em uma das casas alvos da busca foram presos:
- Homem por mandado de prisão preventiva por abigeatos, venda e uso de carne imprópria em comércio e posse de arma de fogo e munição;
- Mulher dele por venda e uso de carne imprópria em comércio;
- O filho por mandado de prisão preventiva por abigeatos.
Em um mandado de busca e apreensão um açougue foi fechado por venda e uso de carne imprópria em comércio e um adolescente de 16 anos apreendido por ser um dos responsáveis do local com dezenas.
Em dois mandados de busca e apreensão em casas foram encontrados diversos apetrechos usados para abigeatos, como ferramentas para levantar o gado, cortar, e transportar.
Em uma dessas casas foi presa uma mulher com 8 munições de .22.
Três homens que estão foragidos pertencerem à associação criminosa.
Até o momento, já se comprovou o envolvimento de oito pessoas na associação criminosa.
Delegacias que participaram da operação de hoje:
1 – Delegacia de Polícia Civil Regional de Jardim;
2 – Delegacia de Polícia Civil de Porto Murtinho;
3 – Primeira Delegacia de Polícia Civil de Jardim ;
4 – Delegacia de Polícia Civil de Atendimento à Mulher de Jardim;
5 - Delegacia de Polícia Civil de Nioaque;
6 - Delegacia de Polícia Civil de Bela Vista;
7 - Delegacia de Polícia Civil de Caracol;
8 - Delegacia de Polícia Civil de Bonito;
9 - Delegacia de Polícia Civil de Guia Lopes
10- Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo (CGPA) com apoio aéreo.
Tocador de vídeo
00:00
00:04

Tocador de vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog