domingo, 17 de maio de 2020

Familiares que carregaram corpo de vítima da covid-19 testam negativo


A diarista Nilzete Vieira e os jovens Wesley e Nathanael, esposa e filhos do autônomo Raimundo Gilberto Planzo dos Santos, 46 anos, testaram negativo para o coronavírus. Raimundo morreu em decorrência da covid-19 no último domingo (10), em Salvador. Após a morte, os funcionários do Hospital Geral Ernesto Simões se recusaram a carregar o corpo de Raimundo e o colocarem em um caixão. Com isso, Nilzete e Wesley, filho mais velho, tiveram que carregar o morto, com a ajuda dos funcionários da funerária, sem os equipamentos de segurança necessários para a tarefa.
“Não é porque morreu que deixou de ser humano. Eu não sei de onde veio força, foi algo triste de se ver. Um desrespeito com a gente”, disse Wesley, que tem 23 anos, em entrevista ao jornal Correio. “Ele era uma pessoa alegre, um pai presente, uma pessoa que gostava de ajudar o próximo. Eu não acredito, eu fico olhando e não consigo acreditar que um homem novo tenha morrido dessa doença”, contou, emocionada, a diarista Nilzete Vieira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog