terça-feira, 26 de maio de 2020

Dois criminosos de alta periculosidade tombam em confronto com a Cipe Central em Jequié



Dois criminosos morreram em troca de tiros com policiais militares da CIPE Central na manhã dessa segunda-feira (25), na zona rural de Jequié. Cleidinaldo Silva, conhecido como Coroa, 42 anos, e Rosivaldo França da SIlva, 43 anos, conhecido como Gregório possuíam uma vasta ficha criminal. Os criminosos estavam escondidos numa área rural guardando entorpecentes. Com eles foram apreendidos dois revólveres, sendo um de calibre .38 e outro de calibre .32.
A Operação contou com o apoio da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e do 19º BPM/Jequié, que foi acionado para ajudar na busca dos entorpecentes, que foram encontrados enterrados. O cão Caveira localizou localizou um compartimento camuflado enterrado com cerca de 23kg de maconha e 01 tablete com sementes de maconha, pesando cerca de 500g.
Na operação também foram apreendidos um automóvel Ford Ka, de cor branca e placa BAN-9695, licenciado em Jequié, e uma motocicleta Honda Titan de cor preta e placa Mercosul OUL-7F82, licenciada em Ipiaú.
Os resistentes possuíam diversas passagens criminais. Cleidinaldo era conhecido como um dos maiores traficantes de maconha da região de Ipiaú, e era considerado como indivíduo de alta periculosidade, já que foi mandante de algumas mortes naquele município. Ele havia sofrido uma tentativa de homicídio em dezembro de 2018. Em dezembro de 2019 foi preso com drogas, em Jequié.
Já Rosivaldo respondia a vários processos e sua última prisão foi em 2017, por tráfico de drogas, mas já havia sido preso em 2013 pelo mesmo crime. A ocorrência foi lavrada na sede da 9ª COORPIN/Jequié.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog