terça-feira, 28 de abril de 2020

Polícia Civil elucida duplo homicídio e prende suspeito de crime ocorrido em Quixeramobim

Um indivíduo indiciado por duplo homicídio qualificado teve mandado de prisão preventiva cumprido na tarde dessa segunda-feira (27) no bairro Siqueira – Área Integrada de Segurança 02 (AIS 02) de Fortaleza. A prisão foi realizada pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O crime ocorreu em abril de 2019 no município de Quixeramobim, na AIS 20 do Estado. A Delegacia Municipal de Quixeramobim instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias dos homicídios.

Conforme as investigações, o homem identificado como Francisco Caio Dedê Lima (22), vulgo “Sávio” , com antecedentes criminais por tentativa de homicídio, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, é um dos suspeitos da morte de um casal ocorrida no dia 30 de abril de 2019. O fato aconteceu na localidade Campo da Fazenda Cachoeira, zona rural de Quixeramobim. Deste então, ele estava foragido e ontem foi localizado em uma residência no bairro Siqueira, na capital.O indiciado aguarda à disposição da Justiça para o cumprimento da pena prevista em lei.

Crime

Caio, juntamente com outro indivíduo identificado como Francisco Clenilton Campos Martins (26), vulgo “Nenem”, com antecedentes criminais por tentativa de homicídio, tráfico de drogas, receptação e porte ilegal de arma de fogo, participaram da morte do casal. Clenilton foi preso no dia 30 de junho de 2019. As vítimas identificadas como Jefferson Matheus de Sousa Figueiredo (21), com antecedentes criminais por por roubo, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, e Lidia Anália dos Reis Castelo Branco (21), sem antecedentes criminais, foram atingidas por disparos de arma de fogo na localidade. A motivação do crime seria dívidas de drogas que Jefferson possuía com um grupo criminoso. Já a mulher morreu pois presenciou o crime. Os autores do homicídio fugiram em seguida. Com a prisão de Caio, o caso foi concluído pela Polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog