quarta-feira, 4 de março de 2020

Justiça nega habeas corpus para cigano acusado de matar jovem em Ubatã

Laelson Cigano



O Desembargador Aliomar Silva Brito, da Tribunal da Bahia (TJ-BA), indeferiu, nesta terça-feira (03), um habeas corpus impetrado por Laelson da Costa Dantas, vulgo Laércio Cigano, acusado de matar a tiros o comerciante ubatense Danilo Ribeiro Morais, de 23 anos.
Na solicitação, a defesa de Laércio argumentava que houve coação ilegal, violação de direito e solicitava a substituição da prisão preventiva por medidas cautelares diversas.
Danilo Ribeiro Morais
Após analisar o pedido, anotou o magistrado na decisão: “Da análise dos argumentos e dos documentados aportados pela impetrante no presente Writ, estes não apresentam a força probante necessária, de forma a comprovar a coação ilegal e a violação a direito do paciente, porquanto não vislumbro, de plano, as ilegalidades suscitadas. […] Diante de tudo quanto exposto, indefiro a liminar”, destacou. Com a decisão do TJ-BA Laércio continua considerado foragido da Justiça. *Com informações do Ubatã Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog