sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Trabalhador rural é brutalmente assassinado no interior de Itamaraju: Acusado foi preso em uma ação rápida da Polícia Civil


Trabalhador rural é morto de forma cruel com vários golpes de foice pelo corpo, na noite de desta quarta-feira, 08 de janeiro, na Fazenda São Domingos, próximo ao Assentamento Bela Vista, em Itamaraju. A Polícia Civil foi informada no final da manhã desta quinta-feira (09), por um trabalhador da propriedade rural, que encontrou a vítima, já sem vida, caído ao sobre a vegetação, próximo ao local onde ele (vítima) e outro contratado estariam ficando em um barraco de lona.
A vítima foi identificada como Valdenilson de Jesus, conhecido como "Nego", 52 anos. O delegado Rui Pinheiro, e sua equipe, foi informado do homicídio e se deslocou ao local para realizar o levantamento cadavérico, juntamente com uma equipe do DPT, que foi solicitada para fazer a perícia no local. Após os trabalhos, o corpo foi removido pelos Agentes Públicos, Anderson e Everaldo para o IML, onde passou por necropsia, sendo liberado posteriormente aos familiares.
A equipe da Polícia Civil de Itamaraju, em uma ação rápida, conseguiu chegar até um suspeito, identificado como Alzito Francisco, de 33 anos, que estaria tentando sair da cidade de Itamaraju, sentido à cidade do Prado, quando foi abordado, e conduzido para a delegacia, onde confessou que teria matado a vítima, por motivo fútil. Segundo o acusado, ele a vítima teriam bebido juntos na tarde de quarta-feira (08), até o anoitecer, e após ter pedido um isqueiro emprestado para o Valdenilson, ele se negou a emprestá-lo e começou uma discussão.
Ainda segundo o acusado, no momento da discussão, ele pegou a foice, desferiu vários golpes no Valdenilson, e depois se apropriou da lona cedida pelo proprietário da Fazenda, e evadiu-se do local. O acusado disse que jogou a arma do crime, a foice, dentro da represa. O acusado foi flagranteado por homicídio qualificado, e furto. A Polícia Civil encontrou no Sistema, um mandado de prisão em desfavor do Alzito, oriundo de Minas Gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog