sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Polícia Civil cumpre Mandado de prisão contra prefeito de Maribondo


Resultado de imagem para Leopoldo Pedrosa maribondo

Policiais civis, sob a coordenação dos delegados João Marcello Almeida, e Gustavo Xavier, com apoio do Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (TIGRE), na tarde desta sexta-feira (20), cumpriram mandado de prisão temporária em desfavor de Leopoldo César Amorim Pedrosa, prefeito do município de Maribondo (AL).
De acordo com o delegado João Marcello, Leopoldo é suspeito de ter praticado um homicídio no ano de 2015, que vitimou o corretor de imóveis Gerson Gomes Vieira, que teve o corpo encontrado na zona rural de São Miguel dos Campos, no interior de Alagoas. “O homicídio teria sido motivado em razão do suspeito não querer pagar verbas de corretagem”, destacou a autoridade policial.
O delegado disse ainda que Leopoldo foi preso num bar na cidade de Arapiraca, e no momento portava uma pistola calibre .380, sem registro.
Concomitante, foi cumprido Mandado de busca e apreensão na residência do prefeito, numa fazenda de Maribondo. “No local foi encontrado quase 1kg de cocaína pura, avaliada em torno de R$ 50.000,00, além de vasto cadastro de eleitores, o que será investigado noutro Inquérito Policial”, esclareceu o delegado.
Leopoldo Pedrosa foi conduzido à Central de Flagrantes de Arapiraca, onde foi autuado por porte ilegal de arma e tráfico de drogas.
“Ao se fazer uma consulta no nome do prefeito Leopoldo Pedrosa, constatou-se que ele possui passagens pela Polícia, que já foi preso por crime de porte ilegal de arma de fogo, bem como por crime de dirigir embriagado e portar documento falso, além de crime da Lei Maria da Penha, inclusive usando tornozeleira eletrônica”, relatou o delegado João Marcello.
O delegado informou que Leonardo Pedrosa deverá ser encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog