terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Auto Shopping Itapoan participa da campanha Natal do Sertão 2019

Salvador, 03 de dezembro de 2019 – O Auto Shopping Itapoan (ASI) participa da campanha solidária Natal do Sertão 2019. A ação tem como objetivo ajudar famílias em situação de pobreza, da cidade de Cansação, no Sertão baiano, a ter um Natal mais digno. A região tem passado por momentos difíceis, devido à seca.
Foram instaladas caixas coletoras no Auto Shopping Itapoan para receber cestas básica e alimentos não perecíveis, que serão distribuídos às famílias necessitadas antes do Natal. Durante os meses de novembro e dezembro, para cada carro vendido, o Auto Shopping Itapoan doará uma cesta básica ao Natal do Sertão.
“Nosso propósito não é apenas distribuir cestas básicas, é levar alimentos, esperança e amor às famílias em extrema dificuldade”, afirma a gerente geral do Auto Shopping Itapoan, Daniela Peres. O projeto Natal do Sertão teve início em 2018, quando Aida Andrade, moradora de Cansanção, decidiu arrecadar roupas, brinquedos e cestas básicas para serem entregues às famílias em situação de pobreza.

Parceria do bem
O publicitário e designer Bruno Pomponet, de Salvador, soube da campanha e resolveu encabeçar o projeto social. “Quando morei no Rio de Janeiro, tinha o hábito participar de grupos de voluntários. Sou budista e tenho na minha filosofia de vida ajudar as pessoas, ainda mais quem precisa. E isso me faz perceber o quanto os problemas cotidianos são pequenos, diante da miséria que há em nosso país. É melhor ajudar do que ficar se lamentando”, diz Bruno.
Sensível às questões de responsabilidade socioambiental, o ASI tem uma parceria com a Paróquia Nossa Senhora da Paz, para realização de ações de capacitação para jovens do bairro. “Este ano realizamos uma ação, mas o objetivo é seguir com o projeto em 2020”.
“É fundamental que todos estejam envolvidos e conscientes sobre a importância do descarte correto de pneus inservíveis. Esperamos a colaboração de toda a população, trazendo os pneus que não usam mais, pois não há limite de unidades para o descarte”, comenta Rafael Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog