terça-feira, 19 de novembro de 2019

Polícia Civil captura suspeitos envolvidos em queda de torre de monitoramento na Capital



A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) divulgou o resultado de um trabalho de investigação, conduzido pelo 17º Distrito Policial, que culminou nas capturas de quatro adultos e um adolescente. Do grupo preso, dois estão diretamente envolvidos na queda de uma torre de monitoramento, no bairro Vila Velha, na Área Integrada de Segurança 8 (AIS 8). Os policiais civis cumpriram os mandados de prisão e busca e apreensão nos últimos cinco dias, a partir da última sexta-feira (15). Os presos também possuem participação em outros delitos cometidos na região, incluindo crimes de homicídios.
Após inúmeras diligências policiais acerca de ações criminosas no bairro Vila Velha, a equipe do 17º DP reuniu provas que indicam que o Michael Jacson Freires da Silva (24), vulgo “Dunga”, e um adolescente de 16 anos participaram da queda de uma torre de monitoramento, registrada na noite do dia 19 de setembro, no bairro. O equipamento foi ao chão, mas logo foi restabelecido. Por esse ato, os suspeitos irão responder por dano qualificado e por integrar organização criminosa. Há outras investigações em andamento na unidade policial que ligam os dois e os demais investigados a crimes de homicídio e tortura e por fazerem parte de uma organização criminosa.
Foram presos: Michael Jacson Freires da Silva (24), o “Dunga”, com passagens por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e restrito; José Yago de Araújo (26), com antecedentes por posse de droga e roubo; Ytalo do Nascimento Almeida (19), o “Nescau”, com antecedentes por tráfico de drogas e por integrar organização criminosa; José Jorge Paulino do Nascimento Filho (26), com passagens por ameaça. As apurações apontam que Ytalo e Jorge possam ter participação no homicídio que vitimou Rui Gil Cavalcante Alves (43), no dia 28 de janeiro deste ano, na Rua Celestino Florêncio, na Vila Velha. O quinto integrante do grupo é um adolescente de 16 anos, com antecedentes por roubo e homicídio.
Outros dois suspeitos de integrarem a organização criminosa já foram identificados e são considerados foragidos. São eles: Lucas Pereira Medina (21), sem passagem, e Alisson Robério Morais Pereira (29), com antecedente por roubo. De acordo com apurações do 17º DP, Alisson exerce função de chefia dentro da organização e teria partido dele a ordem de derrubar a torre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog