sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Clínica de MG congelava animais mortos para cobrar internação


A Polícia Civil prendeu, nesta sexta-feira (22), o dono de uma clínica veterinária em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, suspeito de maus-tratos. De acordo com as investigações, funcionários congelavam animais mortos e diziam aos donos dos pets que eles estavam vivos para cobrar mais diárias de internação.
Durante a operação denominada “Arca de Noé”, agentes recolheram documentos, computadores e conversaram com funcionários. No local, havia vários animais que foram levados pelos donos que ficaram assustados com as denúncias.
A operação também apura possíveis crimes de lavagem de dinheiro, estelionato e formação de quadrilha. A polícia inicialmente investigava o descarte irregular de lixo veterinário, mas outros crimes foram descobertos. O dono da clínica, M. D., é acusado de cometer os crimes de maus-tratos e venda de medicamento proibido. Um mandato de prisão preventiva foi expedido contra o dono da clínica. O médico veterinário negou as acusações. (R7)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog