sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Bolsonaro sofre derrota na Câmara na votação de projeto das armas

A Câmara dos Deputados impôs mais um revés ao governo Bolsonaro. O Plenário aprovou por 283 votos a 140, o projeto de lei conhecido como PL das Armas (PL 3723/19), que, após amplo acordo entre as bancadas, teve o texto restringido apenas ao porte de armas para atiradores, caçadores e colecionadores de armas (CACs).
O resultado da votação contraria o governo, que pretendia regulamentar também a ampliação das categorias que têm direito ao porte de arma.
Com o acordo, foram retiradas do texto mudanças quanto ao porte de arma para guardas municipais, que levaria ao porte de arma mesmo fora de serviço, para agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da segurança do presidente da República.
Por conta do revés na Câmara, o governo deve enviar um projeto de lei, com urgência constitucional, tratando da ampliação ao porte de armas. A urgência constitucional provoca o trancamento da pauta da Câmara se não for votado após 45 dias. (Portal Vermelho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog