sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Ministério Público quer proibir escolas de adotar estilo militar


A recomendação do Ministério Público Federal para que as escolas em parceria com a Polícia Militar ignorem o sistema de ensino usado nos colégios da corporação gerou revolta em Itabuna. O procurador Gabriel Pimenta Alves ainda mandou a PM se abster de firmar novos contratos de parceria neste sentido.
Alunos, pais e professores do primeiro colégio municipal de Itabuna a adotar o sistema de ensino dos CPMs, o Imeam, iniciaram um abaixo-assinado para garantir que as normas e procedimentos sejam mantidos. O documento será enviado ao MPF em breve. Para eles, o MPF não conhece o sistema nem como ele é implantado na prática, se limitando a pregar a liberdade irrestrita dos alunos. Já tendo mais de 1.100 assinaturas, o abaixo-assinado será anexado a uma resposnta que o Município enviará ao Ministério Público Federal.
Colégios de toda a Bahia que hoje adotam o sistema da PM estão preparando mobilizações semelhantes. O sistema tem garantido aos Colégios da PM a liderança nos resultados de escolas públicas em todos os Enem, à frente de escolas federais, municipais e até da maioria das particulares. (AR)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog