terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Autor de homicídio no Jardim das Perdizes em Março de 2018 é indiciado pela Polícia Civil



CAMPO GRANDE (MS) – A Polícia Civil conseguiu elucidar um homicídio ocorrido no dia 11/03/2018, nos Jardim das Perdizes, em que teve como vítima, Felipe Camargo (24), Vulgo Neguinho, morto com 05 disparos de arma de fogo. O autor foi identificado como sendo Kassy Jhonny da Silva (19), Vulgo Kassy. As informações dão conta de que autor e vítima tinham uma rixa antiga, o que motivou o crime.
Logo após o crime, a Polícia Civil, por meio da 4ª Delegacia realizou diversas diligências para chegar até a autoria do homicídio, e os indícios apontavam justamente Kassy Jhonny com tendo sido o responsável pelos disparos.
Diante dos indícios, Kassy se apresentou na Delegacia, acompanhado de seu advogado e assumiu a autoria do crime, fornecendo detalhes e ainda exibindo a arma supostamente utilizada no momento da ação.
Durante interrogatório, o autor informou já tivera entrevero anterior com a vítima em 2017, e que sabia que Felipe queria matá-lo.
Na noite anterior ao crime, Kassy e a esposa se encontravam em uma conveniência na Avenida Guaicurus, bebendo cerveja quando em determinado momento olhou para trás e bem próximo estava a vítima e outro rapaz. Segundo o autor, ele teria ouvido uma conversa que indicaria uma suposta tentativa de homicídio contra ele.
Diante disso, saiu do local, deixou a esposa na casa de seu avô, pegou um revólver calibre 38, e saiu ao encontro da vítima.
Durante entrevista, Kassi disse que encontrou a vítima próxima fumando um cigarro em frente à residência de um amigo, próximo de onde teria deixado sua esposa. Alegou ainda que ao encontrar Felipe, tentou apaziguar a situação e “ficar de boa”!
Diante da negativa, e percebendo que a vítima teria levado a mão na cintura, desceu do veículo em que estava desceu, com o revólver efetuando cinco disparos. De acordo com os levantamentos, o primeiro disparo atingiu a mão direita, o segundo a esquerda, um no peito, o quarto disparo atingiu-o na clavícula, e o quinto disparo atingiu o cotovelo direito. Após, foi embora na direção do centro da cidade, permanecendo em um pagode.
Durante as investigações, foi realizado exame de balística na arma de fogo e projéteis extraídos do corpo da vítima que confirmaram que partiram cano do revólver calibre .38 apresentado pelo autor dos disparos que atingiram a vítima.
Desta forma, Kassy foi indiciado por homicídio doloso, com pena prevista de seis a vinte anos de reclusão.
VALMIR DIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog