terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Polícia Civil desvenda homicídio em menos de 24 horas no interior do Estado



Rio Brilhante (MS): Na data de ontem (28), a Policia Civil identificou autores de homicídio ocorrido em menos de 24 horas.

Entenda o caso:
Na tarde de domingo, 27/01/2019, um corpo de um homem não identificado foi encontrado em uma mata, próxima ao Córrego Araras, em Rio Brilhante.
O corpo foi encontrado por uma mulher que tomava banho no córrego que comunicou a Polícia.
Após o isolamento e análise do local, foram identificados sinais de violência no corpo da vítima, que indicaram o homicídio e que a morte teria ocorrido há menos de 24 horas.
Diante disso, a equipe de investigação deu início à diligências imediatas para apurar a autoria e as circunstâncias do delito.
Na mesma noite, os autores já haviam sido identificados, restando apenas o esclarecimento das circunstâncias do delito.
Quando encontrados, os autores confessaram o delito e contaram que estavam no córrego, junto da vítima que começou a discutir com um deles.
Esse autor teria, então, desferido pauladas contra a cabeça da vítima, incentivado por seu comparsa que dizia “agora que já começou, tem que terminar”. Com a vítima ainda com vida, os autores a arrastaram até um local onde a mata era fechada e lá encontraram uma televisão quebrada e outros restos de lixo.
Um dos autores colocou um saco plástico na cabeça da vítima, com o objetivo de asfixia-la. Enquanto isso, o outro autor pegou a televisão, que estava quebrada, posicionou-a em cima da cabeça da vítima e começou a pisar em cima dela, fazendo com que os cacos de vidro cortassem o pescoço e face da vítima.
Foram mais de 15 pisões e golpes com a televisão contra o pescoço e cabeça da vítima
Mesmo após a delimitação da autoria, a vítima ainda não havia sido identificada, nem mesmo após exame papiloscópico. Somente com a insistência dos policiais, que não descansaram enquanto o caso não foi concluído, foram encontrados os pertences da vítima, em meio a mata fechada, próximo ao local dos fatos, o que permitiu a sua identificação.”
LUCILENE SOUZA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog