segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Nasa enviará novo rover a Marte em busca de sinais de vida antiga



Cientistas da Nasa selecionaram o local em Marte onde eles planejam pousar o seu próximo rover em 2020. Conhecida como Jezero Crater, a área pode ter abrigado um delta de rio há bilhões de anos, indicando a possibilidade de vida. E é exatamente por tais características que a Nasa escolheu a área para iniciar sua exploração, afinal, o rover poderá coletar amostras de materiais da cratera e a Nasa espera um dia trazê-las de volta à Terra.

Com o novo veículo a agência espacial espera, finalmente, responder a uma pergunta fundamental: a superfície marciana já teve condições de abrigar a vida biológica? Para decifrar isso, o Mars 2020 será desenhado para integrar uma missão inédita chamada de missão de retorno de amostras.
Enquanto estiver na cratera Jezero, o robô escavará amostras de rochas que podem conter evidências de vida passada e armazenará esses materiais em esconderijos na superfície. Somente depois, a Nasa lançará uma segunda missão - sem data ainda definida - ao nosso planeta vizinho para coletar as amostras de trazê-las de volta.

Apesar de envolver uma série de desafios, a Nasa acredita que esta será a melhor forma para estudar essas rochas marcianas em laboratórios por aqui. Mas tenha em mente que a tarefa será extremamente complexa. Isso porque para obter as amostras de Marte, a agência precisará pousar um monte de tecnologia sofisticada na superfície do planeta, incluindo um foguete capaz de decolar do solo.

Até agora, não há ainda um plano de como a Nasa vai retirar as amostras do Mars 2020, mas a agência espacial espera lançar esta missão de acompanhamento no final do ano 2020, com um retorno à Terra em algum momento no início da mesma década.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog