segunda-feira, 18 de junho de 2018

Policial civil participa de Curso de Combate Armado realizado em Belém



O investigador da Polícia Civil do Pará, Gustavo Adolf Pinheiro, esteve presente em um Curso de Combate Armado , em Belém, nos dias 9 e 10 deste mês, pelo operador de operações táticas especiais, Marcelo Esperandio, agente da Polícia Civil do Estado de Santa Catarina. O treinamento foi realizado na sede do CTB (Centro de Tiro de Belém), localizado na Estrada de acesso ao distrito de Mosqueiro, na capital paraense. O curso contou com três módulos.
O primeiro foi denominado Combat Pistol 3.0 desenvolvido para operadores que buscam desenvolver habilidades no manuseio da pistola voltado ao refino da técnica já aplicada. O segundo módulo foi o Low Light desenvolvido para utilização da lanterna e dos princípios do combate em baixa luminosidade. E o terceiro foi Undercover 2.0 desenvolvido para o combate individual, para refinar o procedimento de saque de arma até o tiro em múltiplos alvos.
Segundo o investigador, “o conhecimento adquirido no curso só veio a enriquecer e muito com o conhecimento já anteriormente adquirido em se tratando da utilização da pistola em combate. O plano é continuar me aperfeiçoando e, o mais importante de tudo isso, que é sempre me manter treinado e pronto”, ressalta o policial.
O agente Esperandio é capacitado em cursos, como o da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (CORE) e o Curso da Unidade de Operações Especiais do Estado do Paraná, conhecido como TIGRE.
Gustavo Adolf Pinheiro tem também o Curso em Estratégia Nacional de Fronteira (ENAFRON), no Curso de Operações Táticas Especiais, e do Curso de Grupo de Pronto-Emprego (GPE). Atualmente, o investigador é lotado na Delegacia de Repressão a Roubo Banco e Antissequestro (DRRBA), vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog