sexta-feira, 1 de junho de 2018

Polícia Civil transfere para Belém presos na operação Ilha do Marajó


A Polícia Civil transferiu, nesta quinta-feira (31), da Ilha do Marajó para Belém, 11 pessoas presas, nos últimos dias 29 e 30, em decorrência de uma operação policial deflagrada nas cidades de Muaná e em São Sebastião da Boa Vista, no arquipélago marajoara. Os presos foram conduzidos em embarcações por equipes do Grupamento de Fluvial de Segurança Pública (GFlu). Os presos foram levados em viaturas do Grupo de Pronto-Emprego (GPE) da Polícia Civil para Unidades Prisionais na região metropolitana da capital. Denominada de operação Ilha do Marajó, a ação policial foi deflagrada na madrugada de terça-feira, 29, em Muaná, onde foram presas 26 pessoas - 21 homens e cinco mulheres.

As prisões foram resultados de investigação que levou à Justiça a expedir 32 mandados judiciais, dos quais, 15 de prisão e outros 17 de busca e apreensão domiciliar em Muaná. Foram apreendidas ainda 15 motos com sinais identificadores adulterados possivelmente roubadas e furtadas. Foram instaurados inquéritos policiais para dar continuidade às investigações e realizar novas diligências, como perícias e consultas no sistema de dados do DETRAN.

A operação policial prosseguiu na quarta-feira, dia 30, em São Sebastião da Boa Vista, onde os policiais civis de Unidades Policiais de Belém tiveram o apoio de policiais civis da Delegacia local e da Superintendência de Polícia Civil de Breves.

Sob coordenação do delegado Rilmar Firmino, a operação foi executada por policiais civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DRFVA), vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), tendo á frente o delegado Thiago Dias, junto com policiais civis do Núcleo de Inteligência Policial (NIP), sob comando do delegado Fernando Rocha; da Divisão de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), da Delegacia de Polícia Fluvial (DPFlu) e das Delegacia de Muaná e São Sebastião da Boa Vista, em conjunto com a Companhia de Polícia Fluvial (CPFlu), da PM.

Em São Sebastião da Boa Vista, houve o cumprimento de 28 mandados de busca e apreensão com 9 prisões em flagrantes e um cumprimento de prisão preventiva. Ao todo, a operação resultou em 10 presos e também foram apreendidos 10 veículos com sinais identificadores adulterados. Segundo o delegado Thiago Dias, foram instaurados inquéritos policiais para apurar os crimes no final dos procedimentos policiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog