sexta-feira, 1 de junho de 2018

ITAÚ GASTA MILHÕES COM A CBF, MAS SE RECUSA A PAGAR APOSENTADOS

Em 2008, o Itaú aceitou pagar 105 milhões de dólares para patrocinar a CBF durante sete anos. Em 2013, o contrato foi renovado até 2022 sem que os novos valores tenham sido revelados.
Mas o mesmo banco que gasta uma fortuna com uma entidade que tem vários de seus dirigentes investigados e condenados por corrupção, e que lucrou R$ 25 bilhões apenas em 2017, se recusa a pagar uma ação judicial movida por funcionários aposentados.
Hoje apenas 15 reclamantes continuam vivos. Quando o processo começou a tramitar na Justiça, ainda nos anos 90, eram mais de 50 litigantes. Quem deve receber os valores devidos aos já falecidos são os parentes – viúvos e viúvas, filhos e até netos.
Esse episódio também evidencia mais uma vez a mesquinharia dos controladores do Itaú, que recorrem eternamente de um processo judicial envolvendo pessoas idosas. Com essa demora, muitos deles faleceram antes de receber o que lhes é de direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog