sábado, 21 de novembro de 2020

Porto Seguro: Bandidos cometem suicídio em motel para não ser presos

Os dois bandidos encontrados mortos em um motel na cidade de Porto Seguro, por volta das 3h da madrugada deste sábado (21), participavam de uma festa com outro homem e mais seis mulheres. Segundo a polícia, o apartamento foi alugado por volta das 22h30 de sexta-feira (20), com previsão de saída às 10h. No quarto, vestígios de consumo de álcool. Havia diversas garrafas de bebidas, como uísque, cerveja, vodca e energético. Em uma mesa, seis copos parcialmente cheios. No espelho, um disparo de arma de fogo. Wesley Luiz Nascimento Silva, 22 anos, o “Diamante” e Ivan Gomes da Silva, 23 anos, também conhecido como “Caveirinha”, foram mortos com tiro na cabeça. Os dois eram acusados de diversos crimes na região. Próximo aos corpos, foram encontradas uma pistola nove milímetros e estojos e projéteis de arma de fogo.
SUICÍDIO
Um homem preso no motel confirmou que estava ali juntamente com Caveirinha, Diamante e as mulheres, que, de acordo com ele, fugiram durante o cerco policial. Ele declarou ainda que quando um dos bandidos percebeu a aproximação de uma guarnição da Polícia Militar, ficou com receio de ser preso e atirou na cabeça do amigo e depois cometeu suicídio.

Guaratinga: Cerca de R$ 15 mil em notas falsas são apreendidos em envelopes enviados pelo Correios

Cerca de R$ 15 mil em notas falsas foram apreendidos em envelopes enviados pelo Correios no fim da manhã desta sexta-feira (20), em Guaratinga, cidade no sul da Bahia. A informação foi divulgada pela Polícia Militar. Por volta das 12h30, após denúncia realizada pela Polícia Federal, agentes do Setor de Operações de Inteligência da 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) Eunápolis, com apoio da Guarnição do 2º Pelotão, foram até um imóvel para checar o recebimento de vários envelopes contendo notas falsas que chegariam através dos Correios. No local, foi feita a abordagem no momento da entrega, onde foi constatado o crime e identificado o destinatário. Foram apreendidos cédulas de R$ 200, R$ 100, R$ 50 e R$ 20, totalizando R$ 14.020. O suspeito e o material apreendido foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Porto Seguro, cidade do estremo sul da Bahia. Não há informações se ele chegou a ser preso.

Auxílio emergencial tem datas para contestação

Começou neste sábado (21) o prazo de contestação para beneficiários do Bolsa Família que receberam o auxílio emergencial e o auxílio emergencial extensão, mas tiveram o pagamento cancelado. Para quem obteve apenas o auxílio emergencial extensão, que é de R$ 300, a data final de contestação do cancelamento vai até amanhã (22). Para quem recebeu as parcelas regulares do auxílio emergencial, que foram de R$ 600, o prazo vai até 30 de novembro para registro de reclamações. O governo não informou os prazos de análise dos processos que serão recebidos. Caso a análise do cadastro do beneficiário seja positiva, a conta voltará a receber as parcelas do benefício no mês subsequente. Conforme o governo, as informações cadastrais dos beneficiados são cruzadas com diversas bases de dados, o que pode resultar em situações incompatíveis com as exigências de cadastro para o benefício. Pessoas com renda acima da regra, ocupantes de cargos eletivos, militares, servidores públicos e portadores de CPFs (Cadastro de Pessoa Física) em situação irregular na Receita Federal não podem receber as parcelas do auxílio emergencial. Para registrar uma queixa sobre a suspensão do auxílio, basta acessar o portal Dataprev de consulta do auxílio emergencial e preencher as informações básicas do beneficiado, com nome completo, CPF, data de nascimento e nome da mãe. Após o login, o beneficiado poderá ver a razão da suspensão do auxílio e contestá-la. Uma nova análise cadastral será feita para checar irregularidades.

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

ITABUNA - STJ determina soltura de Markson Oliveira, filho do prefeito Fernando Gomes

Nesta quinta-feira (19), o Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Sebastião Reis Júnior, deferiu o pedido de liminar da defesa de Markson Monteiro de Oliveira - filho do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, indiciado por tortura e morte de vaqueiro - e determinou a soltura de Markson, também chamado de Marcos Gomes. A decisão ocorreu duas semanas após Markson, que é conhecido pelo nome de Marcos Gomes, voltar para o presídio. Ainda não há informações sobre quando Markson vai deixar a unidade prisional de Itabuna. Marcos foi preso no dia 20 de outubro pelo Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco). Ele chegou a ser liberado para prisão domiciliar, mas essa prisão foi revogada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e ele voltou pra o presídio no último dia 05 de novembro. De acordo com informações do MP-BA, Markson Monteiro de Oliveira foi apontado pelos familiares da vítima como o autor do crime. No dia 27 de dezembro de 2006, Markson prestou depoimento no Complexo Policial de Itabuna e foi liberado. A polícia concluiu o inquérito em janeiro de 2007, quando Markson Oliveira foi indiciado. O documento foi encaminhado ao MP de Ibicaraí, que ficou encarregado de oferecer ou não denúncia à Justiça. Ainda de acordo com o Ministério Público, o mandado de prisão preventiva expedido contra o filho do prefeito, foi datado em 8 de fevereiro de 2007 e tinha validade de 1° de dezembro de 2026. Markson Oliveira foi condenado pela primeira turma da 2ª vara criminal do Tribunal de Justiça da Bahia a 13 anos de prisão por homicídio qualificado.

Agências do INSS estarão fechadas na próxima segunda

As agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estarão fechadas próxima segunda-feira (23) devido ao ponto facultativo relativo ao Dia do Servidor. A informação foi divulgada pelo Ministério da Economia. Segundo o INSS, antes da mudança do feriado, tinham sido feitos agendamentos "residuais" para o dia 23 de novembro, próxima segunda-feira. O INSS informou que os cidadãos podem buscar informações, pedir benefícios e agendar serviços pelo Meu INSS, também disponível como aplicativo para celular, ou por meio do telefone 135, que funciona de segunda a sábado, de 7h às 22h.

Novo vírus chapare é fatal, sem cura e provoca febre hemorrágica


De acordo com um artigo avançado pela BBC News, o primeiro surto teria ocorrido em 2019, na província de Caranavi, em La Paz. Dois pacientes com febre hemorrágica Chapare, doença provocada pelo vírus Chapare, infectaram três profissionais de saúde - um médico residente, um médico de ambulância e um gastroenterologista. Três dos indivíduos morreram, entre os quais dois médicos. A confirmação de que ocorreu a transmissão de pessoa para pessoa do Chapare na Bolívia foi divulgada esta semana no encontro anual da Sociedade Americana de Medicina Tropical e Higiene. O Chapare integra a família dos arenavírus, a mesma de outros vírus que causam variedades distintas de febre hemorrágica. Normalmente os arenavírus são transmitidos para os seres humanos através do contato direto com roedores infectados, por mordidas ou arranhões, ou ao entrar em contacto com a saliva, urina e fezes desses animais. Os cientistas creem que transmissão entre humanos se dê por meio de fluidos corporais como sangue, saliva, urina, sémen e secreções ou pelo contato com objetos contaminados com fluidos corporais. Inclusive durante a realização de determinadas intervenções médicas, como por exemplo a intubação. A descoberta resulta da colaboração entre investigadores do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) - agência de pesquisa em saúde pública ligada ao Departamento de Saúde dos Estados Unidos -, do Centro Nacional de Doenças Tropicais da Bolívia e da Organização Pan-Americana de Saúde. "É muito provável (que a transmissão seja por meio de fluidos corporais), com base nas evidências que temos nesses casos e também em exemplos na literatura médica sobre outros arenavírus", afirmou a virologista Maria Morales-Betoulle, uma das cientistas do CDC que participou da pesquisa, em declarações à BBC News Brasil.

Rui afirma que não haverá festa com aglomeração no natal e ano novo sem vacina para Covid-19

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou nas redes sociais, nesta quinta-feira (19), que enquanto não existir uma vacina para Covid-19 não haverá festas com aglomeração no natal, ano novo ou em qualquer outra data no estado. “Na Bahia, não haverá festa com aglomeração no Natal, no Réveillon ou em qualquer outra data comemorativa enquanto não tivermos vacina”, diz parte da publicação. Ele ainda afirmou que alguns eventos poderão ser cancelados e que a medida é para salvar vidas. “Eventos sem autorização da Vigilância Sanitária poderão ser cancelados com prejuízo aos envolvidos. Vamos trabalhar sem descanso p salvar vidas”, disse o governador na postagem. O governador ainda lembrou na publicação que em todo estado há um decreto que proíbe eventos com mais de 200 pessoas.

Arquivo do blog